Suíno Vivo: São Paulo define preços estáveis para este início de ano; Embarques de dezembro têm queda

Publicado em 04/01/2016 18:35
63 exibições

Nesta segunda-feira (04), as cotações para o suíno vivo registraram estabilidade neste início de ano. Após o recesso, a APCS (Associação Paulista de Criadores de Suínos) divulgou valor atualizado para a arroba suína, que fechou entre R$ 78 a R$ 80 – o equivalente a R$ 4,16 e R$ 4,27 pelo quilo. Apesar da divulgação, o cenário é de estabilidade na praça para este início de ano.

Nas demais praças de comercialização, não houveram mudanças de preços devido ao período de recesso. Em Rio Grande do Sul, a última pesquisa divulgada no final de dezembro pela ACSURS (Associação dos Criadores de Suínos de Rio Grande do Sul), apontava para uma baixa na referência, que passou de R$ 3,85/kg para R$ 3,75/kg.

De acordo com informações divulgadas pelo Cepea na última semana, a oferta de suínos deve iniciar o ano elevada, enquanto no cenário doméstico a demanda não tem apresentado recuperação nos últimos meses e não há fundamentos para uma mudança no curto prazo. “Por outro lado, os preços da carne bovina podem estimular o consumo da suína in natura, junto com o frango”, estimam os pesquisadores.

» Suínos: Setor aposta em exportação para sustentar preço em 2016

Exportações

Em dezembro, as exportações de carne suína in natura apresentaram ligeira baixa em relação a novembro – quando registrou volume recorde. De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgados nesta tarde, em 22 dias úteis foram embarcados 37,6 mil toneladas com média diária de  1,7 mil toneladas. Por outro lado, o resultado do mês é superior em 19,8% a dezembro de 2014.

Em receita, os dados apontam para a soma de US$ 71,7 milhões, com o valor por tonelada em  US$ 1.905,60. Em comparação com o mês anterior, a baixa é de 46,6%, enquanto em relação a dezembro de 2014 é de uma queda de 22,2%.

De acordo com a Scot Consultoria, historicamente o início do ano é o período de menor volume exportado. Portanto, as expectativas para embarques nos próximos meses deve ser baixa.

» Confira na íntegra as cotações para o suíno vivo

Tags:
Por: Sandy Quintans
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário