Frango Vivo: Mercado registra semana de altas de preços em diversas regiões

Publicado em 26/02/2016 18:05
125 exibições

Nesta sexta-feira (26), as cotações para o frango vivo encerram estáveis nas principais praças de comercialização. Apesar dos preços firmes, a semana foi marcada por altas consecutivas em algumas regiões. Além disto, as exportações também seguiram com ritmo positivo em comparação ao mês anterior e mesmo período de 2015.

O levantamento semanal realizado pelo economista do Notícias Agrícolas, André Lopes, aponta que Minas Gerais foi a região que registrou maior valorização. Na praça, as cotações subiram 5,36% nos últimos sete dias e fechou em R$ 2,95/kg. No mês, a valorização é de 15%, segundo informações divulgadas pelo Cepea.

Na região sul, os produtores independentes também tiveram aumento de preços nesta semana. No estado de Santa Catarina, o acréscimo foi de 3,92% e negócios em R$ 2,65/kg. Já no Paraná, as cotações subiram 3,14% e a referência encerra a semana a R$ 2,63/kg. Veja no gráfico:

A recuperação de preços está ligada ao aquecimento da demanda, tanto interna quanto externa, além da necessidade de reajuste devido ao aumento nos custos de produção. Em entrevista ao Notícias Agrícolas, a analista do Cepea, Camila Ortelan, explica que com a oferta ajustada nas granjas, as cotações tiveram força para subir nas duas últimas semanas – após o feriado de Carnaval.

O cenário também é reflexo da redução na oferta de animais em dezembro de 2015, devido a perspectiva de redução do consumo no primeiro trimestre, que historicamente é menor, tanto no cenário doméstico quando no externo. De outubro para novembro, houve queda de 9,3%, passando de 864,7 mil toneladas para 784,5 mil toneladas; no mês seguinte, o recuo foi de mais 7%, para 729,9 mil toneladas.

"Neste contexto, as exportações também tendem a serem um pouco mais contidas neste período, então diante desse cenário, já em novembro os avicultores reduziram significativamente o alojamento", explica a pesquisadora.

» Frango vivo sobe 15% em uma semana com maior demanda interna e nas exportações, em cenário de oferta ajustada

A Scot Consultoria também aponta que a demanda externa está contribuindo para o ajuste na oferta de animais. “Este incremento nos embarques tem colaborado com o escoamento da produção, melhorando os preços ao produtor”, aponta analista da consultoria, Juliana Pila. Com isso, em apenas em fevereiro as cotações subiram 12% na praça paulista.

Exportações

Nesta semana, os embarques de carne de frango in natura continuaram registrando números positivos. De acordo com dados parciais divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), em 13 dias úteis foram exportados 203,3 mil toneladas, com média diária de 15,6 mil toneladas.

Comparando os dados por dia, houve um crescimento de 9,2% em relação a janeiro, enquanto que em comparação com o mesmo período de 2015, o aumento é de 5,2%. Em receita, os números apontam para US$ 274,3 milhões.

Leilões

Por outro lado, os custos de produção seguem como preocupação ao setor, com o aumento de insumos de milho e farelo de soja. Em entrevista a Agência Brasil, o professor e economista da Central Internacional de Análises Econômicas e de Estudos de Mercado Agropecuário (Ceema/Dace/Unijui), Argemiro Luís Brum, aponta que as altas não são suficientes para acompanhar as subidas nos custos de produção.

O analista da Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, também aponta para a necessidade de repasse de custos de produção. “Em muitas regiões o custo estava superando o preço final, caso de São Paulo e Minas Gerais, por exemplo, e os ajustes se tornaram uma necessidade para o produtor”, explica.

Com isso, a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) tem realizado leilões de estoques públicos de milho, destinando para criadores.  Na próxima quarta-feira (02) serão ofertadas mais dois lotes com o total de 150 mil toneladas, com valores entre entre R$ 20,22 a saca a R$ 30,78 a saca de 60 kg do cereal.

» Milho: Com preço inicial de até R$ 30,78 a saca, Conab oferta mais de 150 mil t na próxima quarta-feira (2)

» Acesse as cotações na íntegra para o frango vivo

Tags:
Por: Sandy Quintans // André Lopes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário