Movimentação de granéis líquidos pelo Porto de Paranaguá cresce 45%

Publicado em 11/05/2012 07:48
516 exibições Imprimir
A movimentação de granéis líquidos pelo Porto de Paranaguá apresentou alta de 45% no mês de abril. Foram 448 mil toneladas de produtos, contra 308 mil no mesmo período do ano passado. Considerando a soma do quadrimestre, foram movimentados 1,6 milhão de toneladas de líquidos, volume 26% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

O departamento de estatística da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA) divulgou nesta quarta-feira (09) a movimentação de cargas nos Portos do Paraná de janeiro a abril deste ano. Comparado com os primeiros quatro meses do ano passado, o volume movimentado é 7% maior, totalizando 13 milhões de toneladas movimentadas. A receita cambial gerada pelas exportações no período foi de US$ 5,3 bilhões, 17% superior à receita acumulada no mesmo período de 2011.

Segundo o diretor empresarial do Porto, Lourenço Fregonese, a alta no preço do dólar tem incentivado as exportações. Mesmo com a seca que castigou o Mato Grosso e os estados do Sul, a procura pelas commodities brasileiras foi alta. E, fora isso, mesmo com a alta do dólar, as empresas brasileiras, preocupadas com a fidelização dos compradores, mantiveram intactos todos os seus contratos, explicou.

Líquidos O grande responsável pela alta na movimentação dos granéis líquidos foi o óleo de soja. Considerando as exportações da empresa Cattalini, a principal operadora de granéis líquidos no Porto de Paranaguá, no primeiro quadrimestre de 2012, a exportação de óleo de soja apresentou alta de 50% em relação a 2011. Na importação e cabotagem, o destaque foi o álcool. De seis mil toneladas movimentadas, de janeiro a abril do ano passado, passou a 44 mil toneladas no mesmo período deste ano.

De acordo com a gerente comercial da empresa, Carla Rocha, o aumento na movimentação de granéis está crescente tanto na importação quanto na exportação. Só a Cattalini apresentou alta de quase 30% em suas movimentações em 2012.

No que se refere às exportações de óleo de soja, os principais mercados compradores são a Índia e a China. O que justifica o aumento nas exportações, segundo Carla, é o preço do produto no mercado externo. A crise na Argentina cria oportunidade para os produtores brasileiros no mercado internacional. Eles estão aproveitando, explica.

Demais cargas Os números da APPA ainda indicam aumento na movimentação de outras cargas. Entre os granéis sólidos, um dos destaques é do milho, cuja exportação foi 47% maior nos primeiros meses deste ano em comparação ao primeiro quadrimestre do ano passado, totalizando 626 mil toneladas. Na importação, o produto mais movimentado no período foi o trigo, somando 436 mil toneladas, o que representou um aumento de 19% em relação ao mesmo período de 2011.

A movimentação de veículos pelo Porto de Paranaguá também cresceu. Tanto na importação quanto na exportação, essa porcentagem de aumento foi de 38% comparada com os quatro primeiros meses de 2011. O total de veículos exportados foi de quase 30 mil unidades.

A movimentação de contêineres registrou alta de 12%, totalizando 243 mil TEUs movimentados. A exportação de contêineres foi 9% maior este ano, em relação ao período de 2011. Já a importação registrou alta de 16%.

Melhorias Em relação à movimentação de contêineres, o diretor empresarial da Appa garante que o aumento de 12% é um reflexo das melhorias implantadas pela atual administração. É um reflexo dos novos equipamentos que já foram e serão colocados no TCP. Essas melhorias nos darão números ainda melhores daqui pra frente, comenta.

Fregonese também lembra que, a partir do final deste mês, começam as obras do terceiro berço do TCP, o que garantem mais 350 metros de cais. Com isso, em 2013 estaremos movimentando 1,2 milhões de TEUs. Hoje são 800 mil, conclui.
Fonte: APPA

Nenhum comentário

QUER DEIXAR SEU COMENTÁRIO?

Se você já é cadastrado faça seu login ou cadastre-se no Notícias Agrícolas para poder deixar comentários.