Milho: Com preços próximos de R$ 40/saca, produtores têm oportunidade de hedge na BM&F Bovespa

Publicado em 27/01/2016 18:19
413 exibições

Apesar de registrarem queda no pregão desta terça-feira (26), as cotações futuras do milho negociadas na BM&F Bovespa seguem próximas do patamar recorde de R$ 40,00 a saca. Uma alternativa para os agricultores aproveitarem essa alta é através de uma operação de Put (opção de venda).

"Com isso, o produtor adquire o direito de vender o milho a determinado valor, como no caso do vencimento setembro próximo de R$ 36,50 a saca, valor registrado nesta terça-feira (26). E caso o preço suba mais, o agricultor não precisa exercer a opção e pode negociar o cereal com valores de mercado", afirma o analista mercado da FocoMT Agentes Autônomos, Marcos Hildenbrandt.

Como sugestão, poderia ser feito o travamento do milho a R$ 36,00 a saca ao custo de R$ 2,21 a saca. Nesse caso, a opção é de Put a seco, o que estiver abaixo do travamento é do titular da opção, sem limite de baixa. A referência do contrato futuro de milho setembro/16 foi de R$ 36,50 a saca ontem. 

Veja abaixo as simulações que o Notícias Agrícolas teve acesso da FocoMT:

Preço Travamento   /   Custo da operação

               R$ 36,00       R$ 2,21

               R$ 35,00       R$ 1,77

               R$ 34,00       R$ 1,40

               R$ 33,00       R$ 1,08

               R$ 32,00       R$ 0,82

               R$ 31,00       R$ 0,61

O analista ressalta que uma outra opção é o Put Spread, em que o titular se protege dentro de uma faixa de preços, com limite de baixa. A vantagem, nesse caso é o preço mais acessível do hedge.

Nesse caso, com Put Spred de R$ 35,00 a R$ 30,00 a saca e custo de operação de R$ 1,42 a saca, o titular fica protegido até R$ 30,00.

Esses preços são base Campinas (SP). Lembrando que caso o preço suba ainda mais, não necessita exercer a opção e pode-se vender o milho a preço de mercado.

Tags:
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário