Chicago: Soja tem manhã de 5ª feira com leves altas; analistas ainda vêm tendência positiva

Publicado em 01/12/2016 08:00
914 exibições

A semana tem sido de volatilidade para o mercado da soja na Bolsa de Chicago e, nesta quinta-feira (1), os preços voltaram a subir, depois das baixas do pregão anterior. Segundo Andrea Sousa Cordeiro, analista de mercado da Labhoro Corretora, a tendência dos preços permanece sendo positiva, direcionada ainda pela demanda. 

Assim,  por volta das 7h40 (horário de Brasília), as cotações subiam 5 pontos entre os principais vencimentos, com o janeiro/17 sendo negociado a US$ 10,37 por bushel e o maio/17, indicativa para a produção do Brasil, cotado a US$ 10,54. Na sessão de ontem, o mercado defendeu, no janeiro, a linha dos US$ 10,32, o que, como explica Andrea, ainda é importante para as cotações. 

"Isso nos faz acreditar que o mercado não perdeu a sustentação. Pode passar por alguns ajustes, mas ainda não inverteu a tendência", diz.

Hoje, como tradicionalmente acontece, será reportado o novo boletim semanal de vendas para exportação dos Estados Unidos pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) atualizando os dados da demanda e podendo mostrar, mais uma vez, a atuação da China nas compras e dos demais países que têm exercido um papel importante no consumo da oleaginosa americana. 

No reporte anterior, o departamento mostrou que as vendas dos EUA, no acumulado da temporada comercial, já somavam mais de 40 milhões de toneladas, o que fazia com que mais de 70% da soja estimada para ser exportada pelo EUA já estivesse comprometida. 

Os traders mantêm atenção ainda sobre o clima na América do Sul - principalmente por se tratar de um ano de La Niña - e também no cenário macroeconômico. O futuro dos juros nos EUA e do dólar chamam muito a atenção, por contarem ainda com algumas incertezas por parte dos investidores, bem com um novo momento para os preços do petróleo após a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) ter firmado, nesta quarta (30), um anúncio de corte na produção. 

Ontem, a commodity subiu mais de 9% e hoje busca atuar com estabilidade, entendendo quais serão os efeitos práticos dessas novas medidas do bloco econômico. 

Veja como fechou o mercado nesta quarta-feira:

>> Soja tem dia volátil em Chicago, fecha em queda e preços caem nos portos do Brasil nesta 4ª feira

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário