EXCLUSIVO: Café tem semana de recuperação e preços devem continuar subindo

Publicado em 24/07/2009 13:23 e atualizado em 24/07/2009 14:30
5486 exibições Imprimir
Após passar por uma semana de recuperação e chegar a subir mais de 500 pontos, o café registrou pequena queda hoje (24). Porém, a previsão é que os preços já fiquem bem melhores nos próximos 15 dias.



O café passou por uma semana de recuperação e até chegou a níveis acima dos 500 pontos, e registrou uma pequena queda hoje (24). Segundo Alexandre Nahum, analista da corretora Terra Futuros este avanço nas cotações é muito bom para o produtor, que está recuperando um pouco as perdas em função da desvalorização do Real. Este movimento de baixa de hoje é desconsiderado porque é uma realização de final de semana. Não é nada que assuste, o café tem tudo para subir mais um pouco.

Nahum explica que as chuvas presentes nas regiões produtoras, em plena época de colheita, pode causar um pouco de perda de qualidade nos cafés colhidos nessa safra e isso pode estar refletindo no mercado. Além disso, o mercado de café hoje está atrelado aos mercados financeiros e, com a alta expressiva do Euro e a desvalorização do Dólar, ele vai subir mais um pouco.

Leilões
O analista afirma que, com os programas de opções, o mercado entende já vê a possibilidade de uma menor disponibilidade de café. Essa é uma ferramenta para ajudar a mostrar ao mercado que o café pago ao produtor hoje está em um preço errado. O café está bem próximo do preço de custo do produtor. Nahum diz ainda que os leilões podem provocar uma alta de preços no mercado.

Na hora que a gente tiver uma informação melhor sobre o que está sendo colhido nesta safra, que será um pouco menor, e vendo que ela tem menos qualidade, acho que a gente vai ter um aumento ainda maior nos preços das cotações. O analista diz ainda que a informação de uma safra menor já está chegando às bolsas. Ele afirma também que nos próximos 15 dias já poderemos ver o café com preços bem melhores.

Nahum aconselha o cafeicultor a aproveitar o momento de alta e prevê, ainda, uma grande safra para o ano que vem. Vai aproveitando a alta e negociando sua produção. É importante não esquecer de negociar também um pouco do setembro futuro, da próxima safra, que tem tudo para ser a maior safra do Brasil.   


Fonte: Redação

Nenhum comentário

QUER DEIXAR SEU COMENTÁRIO?

Se você já é cadastrado faça seu login ou cadastre-se no Notícias Agrícolas para poder deixar comentários.