Produtores iniciam a colheita da soja precoce em Sapezal (MT) e primeiras áreas tem produtividade de 35 scs/ha

Publicado em 07/01/2016 10:27 e atualizado em 07/01/2016 16:05
5709 exibições
Colheita da soja começa em Sapezal (MT) e perda na produção total deve ficar entre 5% até 10%. Retorno das chuvas beneficiam lavouras do grão. Cerca de 70% da produção foi negociada antecipadamente e preço está em R$ 70,00 a saca. No milho, a preocupação é grande, pois em torno de 80% da produção já foi comercializada e janela ideal de plantio está estreita.

Em Sapezal (MT), os produtores rurais iniciaram a colheita da soja precoce e os impactos do clima adverso já pode ser visto na produtividade das lavouras. Nas primeiras áreas, o rendimento médio está próximo de 35 sacas por hectare, contra a média da região de 52 sacas por hectare. No total, a produção a oleaginosa tem perda estimada entre 5% a 10%.

O presidente do Sindicato Rural do município, José Guarino Fernandes, ressalta que a localidade recebeu mais chuvas em comparação com outras cidades do estado. Contudo, o volume ficou abaixo da média e acabou comprometendo o desenvolvimento das plantas em algumas propriedades. “Tivemos muitos produtores que precisaram realizar o replantio. E em algumas áreas, os agricultores optaram por não semear o grão e fazer o investimento na cultura do algodão”, completa.

Nesse momento, as chuvas retornaram ao estado e amenizaram também as altas temperaturas. Ainda para a liderança sindical, as precipitações beneficiam as plantações que estavam sofrendo com a irregularidade climática e contribui para o potencial de recuperação das lavouras.

Comercialização da soja

Paralelamente, outra preocupação do produtor é em relação à entrega dos contratos feitos anteriormente. Em torno de 70% da produção estimada para Sapezal já foi negociada antecipadamente. Atualmente, a saca do grão está sendo cotada a R$ 70,00.

“Para essa safra, a situação está um pouco mais tranquila. Os custos estão mais ou menos definidos, porém, o quadro para a temporada 2016/17 é pior. Isso porque, com o câmbio a R$ 4,00, nós não temos perspectivas de aquisição de insumos. Se transformamos uma média de preços de R$ 60,00, teremos a saca a US$ 15 e ninguém paga a conta com esse valor”, ressalta Fernandes.

Milho Safrinha

Na safrinha de milho, os custos de produção também estão mais elevados. E cerca de 70% até 80% da produção já foi negociada, com preços próximos de R$ 20,00/sc. “Mas com a janela ideal de plantio estreita, há uma preocupação com a entrega dos contratos mais do que com a soja. Não sei se teremos tempo hábil para tirar a soja e plantar o milho. Porém, o produtor não terá escolha devido ao índice elevado de comercialização e se entrarmos o mês de março plantando, o risco será muito grande. A orientação é que agricultores tenham cautela com as negociações”, finaliza o presidente. 

Tags:
Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

2 comentários

  • Álvaro Henrique Mello de Souza Ponta Porã - MS

    Cooperativas viraram indústria de dinheiro e agora querem botar fogo nelas???
    Usam crédito de icms, pegam diversos benefícios, e os cooperados???
    MS vende melhor sua produção que todos os cooperados pegam no balcão das cooperativas do PR.
    Parana engordou porco do cooperativismo, agora tem que comer...

    0
    • CARLOS WILLIAM NASCIMENTOCAMPO MOURÃO - PR

      Cooperativismo é uma grande caixa preta. Tem diretor que está se reelegendo desde 1970. A sobras tão propaladas são os benefícios fiscais que a cooperativa tem e depois distribui migalhas. Tem que distribuir lucros. Pegaram uma boa idéia, que é o cooperativismo e aplicaram o jeito brasileiro.

      1
    • ÁLVARO HENRIQUE MELLO DE SOUZAPONTA PORÃ - MS

      Tem presidente de cooperativa que planta mais 10mil hectares e fazendo cadastro dos trouxa na cooperativa e tomando arrendamento dos mesmos, isso atestado de burrice... Pra todos cooperados, inflacionou tanto arrendamento na região de ponta pora que está inviabilizando o arrendamento...!!!

      1
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      "SENHORES" !! Vivemos sob o IMPÉRIO DAS LEIS !! Eh! Tem as leis do cooperativismo também, não tem ? Acredito que todos vocês quando fazem uma compra de um maço de pregos a prazo, para retirá-lo assina o canhoto da nota e MAIS UMA NOTA PROMISSÓRIA! Essa é a praxe. Quando você entrega 10, 20, 30 MIL sacas de soja ou milho, o único documento que você recebe é o ticket da balança. Vocês são os verdadeiros donos da Cooperativa e também são solidários nas dívidas da mesma. Veja, qual é a maneira de protegerem seus patrimônios, inclusive o produto da safra. Nas Assembleias os temas tratados são sempre pré-definidos, são definidos por quem? Pela Diretoria ou pelos cooperados? ANALISEM SÓ ESSA QUESTÃO !!! OS COOPERADOS SÃO MAIORIA E TÊM A "FORÇA" DE MUDAR "A REGRA DO JOGO" !!!

      0
    • CARLOS WILLIAM NASCIMENTOCAMPO MOURÃO - PR

      Alvaro, dê uma dica de qual cooperativa vc está falando. Seria a "mão amiga" ?

      0
  • Marcelo Luiz Campina da Lagoa - PR

    R$70,00 a saca em Sapezal? Vou agora botar fogo na cooperativa aqui da cidade.

    0
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      QUER FÓSFORO & GASOLINA ???

      0
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Rensi...virou incendiario......Marcelo...com cooperativa e ruim...sem e muito pior..

      2
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Eu não Sr. Dalzir, estou só satisfazendo o desejo de um brasileiro.

      0
    • CARLOS WILLIAM NASCIMENTOCAMPO MOURÃO - PR

      É verdade, sem cooperativa é ruim, com cooperativa é muito pior.

      2
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Sr. Carlos a COAMO NÃO É BOA PARA SEUS COOPERADOS ??? Engraçado, eu tinha uma boa imagem da COAMO.

      4