Açúcar: Ao sabor dos ventos

Publicado em 18/10/2010 16:05
1893 exibições
Comentário Semanal de 11 a 15 de outubro de 2010
O mercado de açúcar em NY fechou a semana com alta de 81 pontos no vencimento março/2011 a 27,06 centavos de dólar por libra-peso, após ter registrado de novo novas máximas para os primeiros quatro vencimentos. O março teve uma oscilação de 325 pontos na semana passada, movimentando-se ao sabor das notícias e suas interpretações. Ou seja, entre a mínima e a máxima a variação foi de mais de 72 dólares por tonelada na semana. Nos últimos 10 pregões o mercado fechou em alta sete vezes. Definitivamente não é um mercado para cardiopatas.
 É claro que as opções se valorizaram com o aumento da volatilidade que provocou um inchaço nos prêmios. Hora, pois, de vender opções. A volatilidade média de 52% para as opções com preço de exercício mais próximo do mercado, ainda faltando 4 meses para a expiração, possuem um valor tempo embutido tão alto, mas tão alto, que demandaria uma volatilidade implícita absurda de 60% nos próximos 30 dias ou de 74% nos próximos 60 para não perder seu
valor. Em outras palavras, se seu objetivo for replicar um hedge com futuros usando opções, não compre opções nem por brincadeira.
Quer ficar comprado, venda puts (opções de venda); quer ficar vendido, venda calls (opções de compra).
A origem leia-se Brasil fixa muito pouco. Primeiro, porque não tem quase mais nada para fixar nesta safra. Segundo, porque um volume extraordinário de washout (cancelamento de contratos em que há acerto financeiro da diferença) foi feito em função de o mercado interno remunerar bem melhor o açúcar comparativamente ao de NY (premio de 700 pontos para cima). Comentam-se 300.000 toneladas. Pode ser mais, visto que o Brasil consome 1 milhão por mês, embora o mercado spot seja menor. Terceiro, porque muita gente acha cedo e receia que o quadro fundamentalista se agrave impulsionando o mercado para novas altas. Coloque uma pitada de medo de chamada de margem, tempere com restrições de fixação das
tradings às usinas e sirva a gosto.
 Também corrobora para a solidez do mercado o fato de que preços altos subindo nessa velocidade (há apenas 2 meses o mercado estava 1000 pontos mais barato !!!) incentivam as usinas comprometidas com entrega de volumes para a próxima safra a acelerarem suas
negociações para o cancelamento ou diminuição desses compromissos. E os traders mais afoitos compram calls (opções de compra) para se proteger contra as chamadas de margem. É só fazer a
conta e ver quanto custa caro esse tipo de solução.
 Cautela é bom e melhor ainda é agir se a coisa fugir do controle. Stops móveis, fences, put spread, tudo vale para se proteger. O volume de puts (opções de venda) negociada na sexta foi mais do que o dobro das calls (opções de compra).
 O volume de exportação de açúcar do Brasil acumulado nos últimos doze meses chega a 26.876.519 toneladas, arrecadando US$ 11,7 bilhões de dólares (preço médio de 19 centavos de dólar por libra-peso sem polarização). O volume é 14,7% superior ao mesmo período anterior. A exportação de etanol no acumulado de 12 meses despenca 50,6% para 1,97 bilhão de litros que perfazem pouco mais de US$ 1 bilhão.
 A estimativa de fixação para a safra 2011/2012, pelo modelo desenvolvido pela Archer Consulting, dá conta de que estejam fixadas entre 4,365 e 5,456 milhões de toneladas de açúcar (se mantida a participação brasileira, algo entre 16 e 20% das exportações), ao
preço médio de 19,9780 centavos de dólar por libra-peso.
 Se pudéssemos passar a régua no retorno de uma usina baseando-se no fechamento da sexta-feira, teríamos um ganho operacional estimado de US$ 21,56 por tonelada de cana moída. Não é sem razão que algumas empresas europeias estejam prospectando a aquisição de usinas no Brasil. Hoje faz muito mais sentido investir no setor, pela pujança e perspectiva de longo prazo baseada em fortes fundamentos, do que há 5 anos quando o dinheiro abundante no mercado financeiro gerou filhos muito feios.
 Epicteto era um filósofo grego que viveu a maior parte de sua vida como escravo em Roma até ser exilado pelo Imperador Domiciano, um autocrata cruel e paranoico, junto com outros filósofos lá
residentes. Ele não deixou nenhuma obra, apenas discursos e manuais editados por um de seus discípulos. É dele a frase: Nós não podemos escolher as circunstâncias que nos envolvem, mas podemos sempre escolher como responder a elas. Causa preocupação como a sociedade brasileira, a elite, cuja morfologia foi lamentavelmente distorcida pelos analfabetos de plantão, vai responder a iminência de ter no mais alto posto da República uma figura insossa, sem ideias próprias, com nível baixíssimo de conhecimento dos problemas nacionais e com um currículo de fazer inveja a Domiciano.
Precisamos de muitos Epictetos.
 No Fundo Fictício da Archer Consulting, conforme antecipado aqui, liquidamos a posição de março quando o 27,15 foi atingido na terça-feira e vendemos 1.500 straddles de preço de exercício de 25 centavos de dólar por libra-peso no vencimento de maio/2011 coletando 644 pontos de prêmio. Nossa posição é de 129 contratos vendidos no delta. O resultado da semana foi de pequeno ganho de US$ 75.064,30 acumulando o valor do portfolio em US$ 4.122.181,12 com retorno anualizado de 149,71%. Vamos ajustar a posição vendendo 200 lotes se o maio bater 22,56 ou comprar 200 lotes se bater 25,08.
 Boa semana para todos.
 Arnaldo Luiz Corrêa
Fonte: Archer Consulting

Nenhum comentário