BOI: Chuvas melhoram pastagens e pecuaristas travam o mercado

Publicado em 23/01/2013 17:07 e atualizado em 24/01/2013 12:16
786 exibições
Alex Santos Lopes da Silva
zootecnista
Scot Consultoria


Mercado travado.

Ao mesmo tempo em que as chuvas conferem melhores condições de terminação aos pastos, o que faz aumentar o volume de animais prontos para o abate, o pecuarista consegue reter esses animais, à espera de melhores preços.

Em São Paulo a referência está em R$97,00/@, à vista. Embora os relatos de negócios acima deste valor estejam cada vez menores, quem tenta comprar a preços menores não consegue alongar as programações de abate.

Não há espaço para especulações nas praças paulistas.

No Mato Grosso do Sul o cenário é semelhante. Porém, já ocorrem negócios por R$90,00/@, à vista.

Mato Grosso é o estado onde o aumento de oferta foi mais sentido. As quatro praças mato-grossenses registraram quedas nos preços.

A oferta de vacas está um pouco melhor em todo o país. As fêmeas que não emprenharam na última estação de monta estão sendo enviadas ao abate.

No mercado atacadista de carne bovina sem osso, os preços estão estáveis, mas a pressão é de baixa.


Clique aqui e confira as cotações do mercado do boi.

Fonte Scot Consultoria

Nenhum comentário