Boi: Indústrias tentam comprar abaixo da referência, mas os negócios travam

Publicado em 12/03/2013 17:05
563 exibições
Douglas Coelho de Oliveira
zootecnista
Scot Consultoria


A oferta enxuta mantém preço do boi gordo firme.

A disponibilidade de animais terminados não é abundante. O reflexo disto são as escalas de abate, que têm evoluído pouco nos últimos dias.

Os frigoríficos paulistas têm preenchido boa parte das suas programações com boiadas de praças vizinhas, como Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Isto tem sido um fator de sustentação nestas praças.

Em São Paulo, a referência para o boi gordo está em R$97,50/@, à vista, e R$98,50/@, a prazo. 

Existem tentativas de compra abaixo desta referência, principalmente pelas indústrias de maior porte, mas os negócios travam. 

No Rio Grande do Sul, os frigoríficos têm verificado recuo na oferta de bois terminados, o que pode manter as cotações firmes em curto prazo.

No atacado de carne com osso, a movimentação está calma e as cotações ficaram estáveis.

Clique aqui e confira as cotações do boi
Fonte Scot Consultoria

Nenhum comentário