Boi Gordo: Reação da demanda deve acontecer semana que vem

Publicado em 21/08/2013 16:50
1384 exibições

A análise do Banco Espírito Santo Research sobre o mercado do boi gordo mostra que, a oferta de animais a termo dá condições para que os frigoríficos testem o mercado do boi gordo com ofertas de compra em valores menores. A demanda por carne no atacado está em ritmo lento, o que colabora para esta situação.
No entanto, a disponibilidade de boiadas não está confortável. Isto limita o aumento da pressão baixista, pois são raros os negócios abaixo de R$100,00/@, à vista, em São Paulo.
A expectativa de reação pelo lado da demanda fica para meados da próxima semana.

Abaixo, confira a análise diária da Scot Consultoria

Boi Gordo: Em SP, existem negócios com referências por até R$ 98/@ à vista

Alex Santos Lopes da Silva
zootecnista
Scot Consultoria


Os compradores que ofertam abaixo da referência estão comprando cada vez menos boiadas.

Em São Paulo existem frigoríficos tentando realizar negócios por até R$98,00/@, à vista, porém, somente a partir dos R$100,00/@ as empresas conseguem alongar as escalas.

Algumas indústrias paulistas trabalham com programações de abate de até oito dias, sendo a maior parte delas compostas de boiadas a termo ou de confinamentos próprios ou parceiros.

No Sul de Goiás houve aumento nos preços da arroba, mesmo o estado sendo o maior confinador do país. A pressão de compra dos frigoríficos de São Paulo ajudou.

No Mato Grosso, embora a referência tenha ficado estável, existem ofertas de compra até R$1,00/@ acima nas quatro praças do estado.

A carne bovina segue com dificuldade de escoamento e isto tem feito com que as indústrias sigam pressionando por preços menores para a matéria prima.

Apesar disso, a margem entre o Equivalente Scot Desossa e o preço da arroba acumulou alta de seis pontos percentuais ao longo desta semana. A valorização dos miúdos e a queda no preço da arroba ajudaram. É um dos melhores resultados do ano.

Clique aqui e confira as cotações do boi

Fonte: Banco Espírito Santo + Scot

4 comentários

  • Adriano Silva mococa - SP

    Bom dia

    Otávio, falo e disse, esta tão claro isto e ninguém faz nada, as exportações vem aumentando o consumo interno tbm, mas falam que o consumo esta desaquecido para fazer pressão no mercado, é uma palhaçada.

    0
  • Boi e carne não tem esperar reação de início de mês ou fim de mês. Isto é conversa fiada. O que acontece é que implantou no Brasil um monopólio chamado JBS. que tomou conta do mercado de abate, de confinamento em boitel e de exportação. Está quase tudo na mão deles e monopólio só é bom para eles que põe o preço que quiserem, fazem as escalas da forma como eles querem e estão ganhando "rios de dinheiro". E tem mais, o BNDS. só facilita empréstimos para eles, segundo uma reportagem de ontem, onde os pequenos encontram muitas dificuldades para terem acesso, quando tem.

    0
  • salvador reis neto Santa Tereza do Oeste - PR

    meu pai sempre me diz que boi segurança mas a estes preços a 7, 8 anos e difícil continuar na atividade.

    0
  • salvador reis neto Santa Tereza do Oeste - PR

    agora quero fazer uma bela de uma pergunta, se a carne vem retomando o caminho das exportações, porque o preço da arroba não sobe quando dólar sobe como acontece com a soja? por favor, me responda quem tiver esta resposta. ando me coçando para fazer o que meus vizinhos estão fazendo, drenando banhado e canalizando veias d'água em pé de serra para plantar soja aonde o trator e a colheitadeira conseguir trabalhar.

    0