Boi Gordo: Sem oferta, frigoríficos pagam mais por boiadas terminadas

Publicado em 18/09/2013 17:00
1020 exibições

Maisa Módolo Vicentin
engenheira agrônoma
Scot Consultoria


Alta no preço de referência do boi gordo em São Paulo. 

A arroba é negociada no estado por R$106,00, à vista, e R$107,00, a prazo.

Existem negócios de até R$107,00/@, à vista. Poucos negócios ocorrem abaixo do preço de referência e se restringem aos frigoríficos que trabalham com bois a termo.

A dificuldade em adquirir boiadas pressiona as indústrias a pagarem preços melhores pelas boiadas terminadas.

As escalas avançam de maneira lenta e atendem quatro dias úteis, em média. Programações mais longas são exceções.

O cenário é semelhante paras os demais estados. O boi gordo teve valorização em seis das trinta e uma praças. Para a vaca, a valorização ocorreu em oito praças.

O boi casado de animais castrados está cotado em R$6,80/kg, alta de 2,7% em sete dias.

Clique aqui e confira as cotações do boi.

Fonte: Scot Consultoria

1 comentário

  • Ronaldo Brejauba goiania - GO

    Sr Dalzir,os analistas são como as árvores,deitam a favor do vento mais forte,nunca se baseie nas analises destas firmas e sim na sua percepção de mercado.Desde quando vi frigoríficos usando essas firmas para contabilizar o total de gado confinado e os pecuaristas colaborando,achei a situação trágica para o produtor ingênuo e manipulado.

    0