Cenário de firmeza para mercado do boi gordo nos principais estados produtores, por Scot Consultoria

Publicado em 04/10/2019 17:33 e atualizado em 04/10/2019 21:30
179 exibições
Letícia Vecchi, zootecnista da Scot Consultoria

No fechamento de hoje houve valorizações em cinco praças, queda em duas e estabilidade nas demais para o boi gordo.

Em Paragominas-PA, a dificuldade de compor as escalas de abate valorizou novamente o boi gordo. A cotação está em R$151,00/@, a prazo, livre de Funrural, alta de 1,0% desde o início de outubro.

No Sul de Goiás, o preço do boi gordo subiu nesta sexta-feira e está cotado em R$147,00/@ nas mesmas condições, valorização de R$1,00/@, desde o começo da semana.

Em São Paulo, apesar de os preços estarem firmes, a compra de lotes maiores por parte dos frigoríficos permitiu que as programações de abate se alongassem. Com isso, algumas indústrias saíram das compras hoje.

A cotação do boi gordo na praça paulista segue em R$160,00/@, à vista, livre de Funrural. Vale destacar que há pagamentos maiores para animais destinados à exportação para China. 

Também houve valorizações em Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

No Rio Grande do Sul, a oferta melhor de animais fez com que os preços caíssem novamente. O boi gordo está cotado em R$4,90/kg, a prazo, livre de Funrural, queda de 1,0% na comparação dia a dia.

Fonte: Scot Consultoria

0 comentário