Análise de mercado do boi gordo

Publicado em 09/02/2010 16:05 e atualizado em 09/02/2010 16:46 890 exibições

Lygia Pimentel
médica veterinária
Scot Consultoria


O mercado continua firme na maioria das praças consultadas.

Em São Paulo, a oferta de animais terminados não aumenta e os preços oferecidos pela arroba continuam entre R$75,00 e R$76,00, a prazo, livre do imposto. Ainda há a impressão de escalas longas, mas na verdade as programações de abate atendem 4 dias úteis, em média, considerando que vários frigoríficos não abatem no sábado e na terça-feira de carnaval. Além disso, o volume de vendas na semana festiva costuma ser menor, o que ajuda a manter as cotações estáveis, mesmo mediante oferta ajustada.

No Mato Grosso a disponibilidade de gado continua escassa. Hoje a reação ocorreu no Norte do estado, onde a arroba do boi gordo está cotada em R$68,00 a prazo, livre do imposto. Com isso, o boi gordo no Norte do Mato Grosso acumula alta de 2,35% desde o começo do ano.
 
No Pará o volume de animais terminados é limitado devido às chuvas e ao Cadastro Ambiental Rural (CAR). Sem este cadastro, o produtor não pode negociar o gado com o frigorífico. O resultado disso é mercado firme, com uma pequena parcela dos animais chegando bem pesado ao frigorífico. Os preços subiram, mas quem não está cadastrado no CAR não pode aproveitar o momento. Houve alta em Marabá, onde os preços atingiram R$70,00/@, a prazo, livre do imposto.

No mercado atacadista de São Paulo, a demanda por cortes de traseiro mostra sinais de enfraquecimento, mas os preços se mantêm estáveis.

 

Clique aqui para acessar as cotações do boi gordo.

Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário