Análise de mercado do boi gordo

Publicado em 10/03/2010 17:00 1282 exibições

Lygia Pimentel
médica veterinária
Scot Consultoria

A pequena oferta tem deixado os preços bastante firmes já há um bom tempo. E em plena safra.

Em São Paulo a situação não é diferente. A oferta continua bastante escassa, ou seja, não há abundância de animais terminados no Estado nem nas praças vizinhas. O alto preço dos animais não tem encorajado o pecuarista a repor. Sendo assim, os preços reagiram e hoje o boi pode ser negociado entre R$77,00 e R$79,00/@, a prazo, livre do imposto. Com isso, as escalas se estenderam ligeiramente e atendem 4 dias, em média. Mesmo assim, ainda se encontram em patamares mais baixos se comparadas ao mesmo período do ano passado.

Em Goiás é que as escalas estão mais curtas: atendem 2 a 3 dias, em média. Em Goiânia, os frigoríficos também tiveram que aumentar o preço oferecido pela arroba para poderem trabalhar com maior tranqüilidade. Mesmo assim, há plantas que pulam dias de abate para contornar o efeito da baixa oferta e diminuir a pressão sobre os preços.

Em Marabá – PA, o mercado reagiu. Além da dificuldade enfrentada após a exigência do Cadastro Ambiental Rural (CAR), a baixa oferta deixa os preços firmes. Houve alta de 1,4% na região.

No mercado atacadista de São Paulo os preços permanecem estáveis.

 

Clique aqui para acessar as cotações do boi gordo.<?XML:NAMESPACE PREFIX = O />



Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário