Análise de mercado do boi gordo

Publicado em 09/06/2010 17:02 653 exibições

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Hyberville Paulo D’Athayde Neto

médico veterinário

Scot Consultoria

 


Mercado estável em São Paulo.

 

Alguns frigoríficos conseguiram comprar melhor devido ao frio dos últimos dias. Com isso, as escalas estão entre 4 e 5 dias, <?xml:namespace prefix = st1 ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:smarttags" />em média. Mas, de maneira geral, não há excesso de oferta e os preços se mantêm. O preço referência para o boi está em R$80,50/@, a prazo, livre de imposto.

 

Frigoríficos de São Paulo compram boa quantidade das praças vizinhas. No Mato Grosso do Sul, pagam R$78,00/@, a prazo, livre de imposto.

 

Em Goiânia, o preço voltou aos R$75,00/@, à vista, livre de imposto, devido à pouca aceitação de preços menores ofertados.

 

O frio e a falta de chuvas têm feito com que a oferta melhore, o que permite que ocorram negócios em preços menores. O preço referência para o boi caiu R$1,00/@ e está em R$75,00/@, à vista, livre de imposto.

 

A qualidade dos pastos é diretamente relacionada à umidade do solo. No Sul do Brasil e no Norte de Minas Gerais e Bahia, a umidade está menor na comparação com a região central do país. Mesmo assim, o frio faz com que o pecuarista entregue os animais nestas áreas, facilitando os negócios.

 

O mercado atacadista com osso segue estável devido à oferta enxuta, mas as vendas no varejo estão fracas.

 

 

Clique aqui e veja as cotações do boi.

Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário