Mercado do Boi Gordo segue firme e em alta com a falta de animais

Publicado em 20/08/2010 17:23 3058 exibições

Hyberville Paulo D’Athayde Neto
médico veterinário
Scot Consultoria

Mercado firme e em alta devido à falta de bois.

As escalas, curtas, atendem entre 2 e 3 dias, na maioria dos casos. A maior parte dos frigoríficos trabalha com abates reduzidos.

O preço referência em São Paulo subiu e está em R$88,00/@, a prazo, livre de imposto. Animais de confinamento são em pequena quantidade e não tiram a tendência de alta.

Houve reajuste para os preços do boi gordo em 10 das 31 praças pesquisadas, o que demonstra a escassez de bovinos para abate.

No Sul da Bahia, a oferta enxuta devido às condições fracas das pastagens fez com que o preço subisse. Na semana, o preço do boi gordo acumula de 3,8%. Em 2010, a valorização é de 10,8%.

As fêmeas se valorizaram em 11 praças, como reflexo da procura desta categoria para compor as escalas.

Também houve reajustes no Mato Grosso (região sudoeste e Cuiabá), Goiás (região sul e Goiânia), Pará (Marabá e Redenção) e Espírito Santo.

No mercado atacadista com osso os preços estão estáveis.

Clique aqui e confira as cotações do boi.

Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário