Mercado do boi gordo segue firme

Publicado em 22/09/2010 16:54
742 exibições

Hyberville Paulo DAthayde Neto<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

médico veterinário

Scot Consultoria

O mercado segue firme, mesmo com a ligeira melhora na oferta de animais confinados.   

As escalas em São Paulo atendem entre 3 e 4 dias, com algumas programações em patamares mais confortáveis, quando os animais foram negociados a termo ou são de confinamentos próprios.

Mesmo com as escalas um pouco melhores, em relação às das últimas semanas, não houve recuo nos preços e a referência para o boi gordo está em R$92,00/@, a prazo, livre de imposto. As fêmeas são negociadas por R$86,00/@, nas mesmas condições.

Os preços do boi gordo estão estáveis na maioria das praças. A exceção é o Sudoeste do Mato Grosso, onde a pouca oferta causou reajuste de R$1,00/@. Esta categoria é negociada por R$84,00/@, a prazo, livre de imposto.

Com oferta escassa de bois gordos na maior parte das regiões, os frigoríficos aumentam a demanda por vacas gordas para abate, o que as valorizou em cinco praças. Houve reajuste para as fêmeas em Goiânia GO, Sul de Minas, norte e sudoeste do Mato Grosso, e Rio de Janeiro.

No mercado atacadista com osso houve recuo no preço da ponta de agulha para charque.

Clique aqui e confira as cotações do boi.

 

Fonte: Scot Consultoria

Nenhum comentário