Boi Gordo: Mercado típico de segunda-feira, com poucos negócios realizados

Publicado em 27/09/2010 17:00
692 exibições
Alex Santos Lopes da Silva
zootecnista
Scot Consultoria


Mercado típico de segunda-feira, com poucos negócios sendo realizados.

Em São Paulo alguns frigoríficos estão fora das compras esperando o resultado das vendas de carne do final de semana, para então posicionar suas ofertas de compra.

As escalas de abate no estado variam de 2 a 5 dias, e são compostas quase que totalmente por animais de confinamento, porém, a dificuldade na compra segue grade.

A saída de animais de cocho e a expectativa de aumento na oferta, à medida que avança o mês e se aproxima outubro, época de maior oferta de animas confinados, no entanto, pode ser o fator que tem segurado o mercado estável desde o dia 9 de setembro em São Paulo.

No Mato Grosso do Sul, o preço de referência segue estável em R$88,00/@, à vista, e R$89,00/@, a prazo, ambos livre de funrural, mas o volume de negócios acontecendo por R$1,00/@ acima tem crescido.

No Norte de Minas Gerais, a dificuldade nas compras fez os frigoríficos aumentarem em R$1,00 o preço da arroba. A cotação já acumula alta de 24% desde o início do ano.

No Sudeste do Mato Grosso, houve queda de R$1,00/@ nos preços da arroba do boi gordo, mas é grande a dificuldade em comprar nesses valores. Já a vaca gorda sofreu reajuste de R$1,00/@ e tem ajudado a completar as escalas.

No mercado atacadista de carne com osso a ponta de agulha charque teve queda de R$0,10/kg, como reflexo de redução nas vendas.
 
Clique aqui e confira as cotações do boi.
 

Fonte: Scot Consultoria

Nenhum comentário