Boi Gordo: Pressão de baixa continua mas preços reajem na BM&F

Publicado em 23/11/2010 16:05 e atualizado em 23/11/2010 20:39 1043 exibições

Alex Santos Lopes da Silva
zootecnista
Scot Consultoria


A pressão de baixa continua em todo o Brasil, mas os negócios dificilmente ocorrem nas ordens de compra mais baixas. Não existe oferta suficiente para absorver toda a queda testada.

Mesmo assim houve recuo nos preços em 11 das 31 praças pesquisadas.

Em São Paulo existem frigoríficos ofertando até R$5,00/@ abaixo da referência, que ficou estável em R$108,00/@ à vista e R$109,00/@, a prazo, ambos livre de funrural. Porém os compradores estão testando o mercado, já que negócios abaixo desses valores quase não ocorrem. Aliás, existem relatos de negócios correndo em R$110,00/@ à vista no estado.

As ofertas em São Paulo são maiores para a vaca gorda.

No Mato Grosso do Sul, a pressão de baixa dos compradores de São Paulo também forçou preços menores para a arroba no estado. A única praça do Mato Grosso do Sul que mantém os preços acima dos R$100,00/@ é Três Lagoas.

Em função da pressão para derrubar os preços e dificuldade nas compras, o mercado está sem referência sem muitas praças.

No mercado atacadista de carne bovina de São Paulo houve queda nos preços da vaca casada e do dianteiro avulso, já que a demanda para estes tipos de produto está pequena.

Clique aqui e confira as cotações do boi.

Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário