Boi: Pressão de baixa perde força e mercado voltou a operar em alta

Publicado em 31/01/2011 16:12 785 exibições

Alex Santos Lopes da Silva
zootecnista
Scot Consultoria

A pressão de baixa perdeu força e o mercado voltou a trabalhar em alta em diversas praças, reflexo da melhora na venda de carne.

Em São Paulo, embora a demanda tenha se recuperado nos últimos dias, os compradores resistem em ofertar mais pela arroba, que segue em R$100,00, à vista, e R$101,00, a prazo, livres de funrural.

No entanto, com o escoamento melhor, o poder de negociação do frigorífico aumenta. Como a segunda-feira, geralmente possui um ambiente de negócio lento, reajustes não estão descartados nos próximos dias.

Alguns frigoríficos estão fora das compras e a oferta de animais não é abundante.

No Mato Grosso do Sul, o preço de referência em Dourados e Campo Grande é R$95,00/@, à vista, livre de funrural. As empresas paulistas tem encontrado mais facilidade para comprar no estado, o que ajuda a segurar os preços em São Paulo.

No Sul do Tocantins, a procura por vacas cresceu nos últimos dias, o que fez o preço da vaca gorda subir R$3,00/@, enquanto o boi gordo se manteve estável.

No Rio Grande do Sul, a seca tem reduzido a oferta de animais terminados, o que fez os preços subirem nas duas praças pecuárias do estado.

No mercado atacadista de carne bovina, pelo terceiro dia seguido, houve alta. Esse comportamento tem dado sustentação ao mercado do boi gordo, que já vem reajustando os preços.

Clique aqui e confira as cotações do boi.

Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário