Café reage em NY e sobe 1800 pontos na semana

Publicado em 15/09/2012 12:13 835 exibições
O mercado de café trabalhou em forte alta esta semana. Os contratos com vencimento em dezembro próximo na ICE Futures US, a “bolsa de Nova Iorque”, subiram 1805 pontos.

A decisão do Banco Central Europeu, na quinta-feira da semana passada, dia 6, de comprar quantidades ilimitadas de títulos dos países em crise na zona do euro, estimulou a partir da sexta-feira, dia sete, feriado nacional no Brasil, a recompra de contratos de café na ICE por fundos, elevando as cotações e rompendo uma linha de resistência, que levou a novos movimentos de alta na segunda e terça-feira desta semana.

Na quarta-feira, depois de mais de três meses de suspense, a Corte Constitucional da Alemanha autorizou o governo de Angela Merckel a participar do novo fundo de socorro da zona do euro, o MEE – Mecanismo Europeu de Estabilidade. A aprovação do MEE é um passo a mais na contenção da crise na zona do euro e repercutiu favoravelmente junto aos operadores das bolsas ao redor do mundo.

Ontem, quinta-feira, uma semana depois de o Banco Central Europeu anunciar a compra ilimitada de títulos dos países em crise, o Fed - Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, comprometeu-se com mais um afrouxamento monetário e lançou um programa sem prazo para terminar com o objetivo de desencadear a recuperação do país, injetando ainda mais liquidez na economia americana e mundial. O Fed também se comprometeu a deixar sua taxa referencial de juros em virtualmente zero até 2015. Com essa decisão e a nova injeção de liquidez, o dólar tende a se desvalorizar e as commodities a subir.

O programa do Fed contribuiu com as altas de ontem e hoje nas cotações do café em Nova Iorque e pode consolidar um novo patamar para esses preços.

A alta em Nova Iorque refletiu pouco no mercado físico brasileiro. Os preços subiram pouco em relação às altas no mercado futuro, mas estimularam os compradores e o mercado apresentou-se firme e com um volume maior de negócios fechados. Boa parte dos produtores manteve-se fora do mercado, aguardando preços que reflitam os fundamentos e as cotações na ICE.

Até o dia 13 os embarques de setembro estavam em 396.046 sacas de café arábica e 39.167 sacas de café conillon, somando 435.213 sacas de café verde, mais 48.320 sacas de café solúvel, contra 674.004 sacas no mesmo dia de agosto. Até o dia 14, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em setembro totalizavam 905.507 sacas, contra 1.193.565 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 7, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 14, subiu nos contratos para entrega em dezembro próximo, 1.805 pontos ou US$ 23,88 (R$ 48,06) por saca. Em reais por saca, as cotações para entrega em dezembro próximo na ICE fecharam no dia 7 a R$ 437,84/saca e hoje, dia 14 a R$ 482,23/saca. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em dezembro, a bolsa de Nova Iorque fechou com alta de 225 pontos.

Fonte:
Escritório Carvalhaes

0 comentário