Café: Mercado trabalhou com forte alta na semana e rompeu os US$ 2,00 por libra peso

Publicado em 03/10/2014 18:02 e atualizado em 06/10/2014 18:27 715 exibições

O mercado de café trabalhou em forte alta esta semana. Na ICE Futures US, já na quarta-feira, os contratos de café romperam a barreira dos dois dólares por libra peso. Os com vencimento em dezembro próximo fecham a semana com um ganho de 2 045 pontos, a US$ 2,0650 por libra peso. 

Continua o déficit hídrico sobre as principais regiões cafeeiras do Brasil e os institutos de meteorologia não preveem chuvas consistentes na primeira quinzena de outubro. A cada dia seco a mais, aumentam as perdas para a próxima safra brasileira de café 2015. As altas em Nova Iorque refletem a preocupação dos operadores com o abastecimento mundial de café arábica. 

Já estamos no dia 3 de outubro e a esta altura não há quem duvide de que teremos perdas fortes na safra brasileira em 2015. Todos aguardam ansiosos o início do período de chuvas para começar a quantificar a extensão dos danos. Mesmo assim, será necessário aguardar que as chuvas de verão nos primeiros meses de 2015 garantam um bom crescimento dos frutos, evitando perdas ainda maiores, como as que tivemos com o verão seco de 2014. 

O dólar apresentou forte alta frente ao real em setembro, chegando a atingir seu maior valor desde o final de 2008. Encerrou o mês com alta acumulada de 9%, cotado a R$ 2,4480. Em nossa opinião, a forte desvalorização do real frente ao dólar evitou que as cotações do café em Nova Iorque tivessem alta ainda mais expressiva. 

No mercado físico brasileiro, os compradores repassaram para as cotações em reais apenas parte alta em Nova Iorque e da desvalorização do real frente ao dólar. Os produtores recusaram as bases oferecidas e o volume de negócios fechados ficou bem abaixo do usual para esta época do ano.

A previsão de clima seco nas regiões produtoras de café do sudeste brasileiro nos próximos dez dias pode levar alguns operadores a um desmonte de suas posições vendidas na ICE e as cotações em Nova Iorque a um novo rally de alta. 

Até o dia 1, os embarques de setembro estavam em 2.105,908 sacas de café arábica, mais 240.221 sacas de café conillon somando 2.346.129 sacas de café verde, mais 263.187 sacas de café solúvel, totalizando 2.609.316 sacas embarcadas, contra 2.703.163 sacas no mesmo dia de agosto. Até o dia 1 os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em setembro totalizavam 3.097.284 sacas, contra 3.054.360 sacas no mesmo dia do mês anterior. 

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 26, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 3, subiu nos contratos para entrega em dezembro próximo, 2.045 pontos ou US$ 27,05 (R$ 66,84) por saca. Em reais, as cotações para entrega em dezembro próximo na ICE fecharam no dia 26 a R$ 596,07 por saca e sexta-feira, dia 3 a R$ 674,97 por saca. Hoje nos contratos para entrega em dezembro a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 210 pontos.

Fonte:
Escritório Carvalhaes

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário