Feijão: As referências de hoje variam entre R$ 170 e R$ 110

Publicado em 13/08/2013 16:00
1184 exibições

Feijão carioca: Com pouco feijão no campo, pouco feijão chega em São Paulo e aí quem evita pressionar os preços lá para não encarecer nas fontes se vê obrigado a comprar no Brás. A oferta hoje foi de apenas  13.000 sacas com sobras de, aproximadamente,  8.000 sacas. As referências foram pressionadas e chegaram a R$170 nota 10, R$160 nota 8,5 , R$150 nota 8, R$140 nota 7 e R$ 110 nota 6.

Feijão preto: Só teremos feijão novo no Paraná em Janeiro. Com pouca oferta de preto da Bolívia este ano, menos de 25% do produto que está sendo lá colhido, não há outra fonte a não ser a da China. O pouco saldo em mão dos exportadores que vinha com tendência de baixa mudou e deverá voltar a subir. As perdas com excesso de chuvas na China da safra que será colhida em outubro variam entre 25% e 35%. Teremos mais informações durante a semana, mas não serão positivas. 
Até o momento sem esta confirmação os importadores seguem vendendo entre R$ 163/165 FOB Paranaguá. 

Feijão caupi: Parou a comercialização no Mato Grosso. Com a perspectiva de maior oferta de feijão carioca e caupi no nordeste imediatamente os compradores sumiram. Para o feijão guariba há vendedores de produto que pegou as chuvas antes da colheita e não encontram facilidade para escoá-lo por R$ 35 ou mais. O Nova Era tem poucos compradores e mantém-se em R$ 45 FOB fazenda. O bico de ouro pode ser encontrado a partir de R$ 45.

Tags:
Fonte: Correpar

0 comentário