Análise de mercado do feijão

Publicado em 08/04/2010 14:05 1226 exibições

FEIJÃO CARIOCA – Todos os dias, as corretoras da Bolsa Brasileira de Mercadorias veem aumentar a demanda por feijão nota 9. Este produto escasso está valorizando muito rapidamente. Ontem havia comprador disposto a pagar atéR$ 180 FOB, assim este valor é apenas nominal. Já o feijão nota 8,5 alcança com peneira 12 até R$ 140 e  nota 8 fica ao redor de R$ 130. Claro que estas referências apenas reportam o que aconteceu ontem e refletem, neste momento, a busca do mercado pelo feijão de melhor qualidade. Esporadicamente temos negócios que fogem destes números, normalmente pelo frete a ser pago e a pressa em atender a demanda do varejo.  Como em Santa Catarina e no Paraná  as chuvas prejudicaram a qualidade do que está sendo colhido esta semana, não há ponto no Brasil que consiga suprir minimamente esta demanda. A tendência continua de mercado firme com preços aumentando. Já em São Paulo, nesta manhã o volume total ofertado foi de 13 mil sacas e  vendido 3,5 mil  sacas. O preço máximo para o feijão nota 9 foi  R$ 170.      


FEIJÃO PRETO  - Nesta quarta-feira o mercado de feijão preto novamente apresentou forte procura. Ainda que as cotações CIF oscilem entre R$ 98 - R$ 105 dependendo do prazo e da qualidade, na origem não se encontra feijão bom por menos de R$ 85 (produtor no Paraná). Negócios com a Argentina voltaram a acontecer na fronteira ao redor de US$ 700 e US$ 740 dependendo da qualidade da mercadoria. O mercado deverá prestar muita atenção no comportamento da Conab que detém cerca de 616 mil sacas que podem vir a ser leiloadas no dia em que o governo admitir que o  feijão subiu. Isto pode fazer diferença para o mercado subir mais ou ficar estável. 

mercado atacadista do Brás

Clique aqui para ampliar!

preco pago ao produtor nas fontes

feijao carioca

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário