Análise de mercado do feijão

Publicado em 09/04/2010 14:04 1304 exibições

FEIJÃO CARIOCA – Com a alta de 142,86 % dos últimos 30 dias é esperado que o mercado  altere em alguns momentos o movimento. Nada mudou no abastecimento, porém,  ontem foi dia de menos compradores no mercado. Sem feijão nota 9 a oferta de nota 6/5, 7 e 8 é suficiente neste momento para atender a demanda. Assim com menos compradores a idéia de preço imediatamente mudou. Os valores baixaram ao redor de R$ 10 por saca. Os grãos nota 7 até 8 variaram ontem de R$ 120 a R$ 130. A venda para o varejo no estado de São Paulo ficou bem difícil nesta semana. Para pagar mais o varejo aguarda e busca alternativas em feijões com a cor mais escura. A tendência é que tenhamos ainda antes do incremento de entrada da segunda safra novamente momentos de rally dos preços, porém,  o ponto de resistência está perto. Ainda que o volume total a ser colhido nos próximos 60 dias seja menor que o consumo o fato de se iniciar uma safra deverá inibir em diversos momentos o aumento dos preços. 


FEIJÃO PRETO  - Com boa procura e oferta bem abaixo da necessidade o mercado de feijão preto mantém CIF a idéia de R$ 100 por saca. Já na fonte,  ontem foi dia de menor volume de negócios que orbitaram os R$ 80/8. Segue, porém, o problema grave de qualidade deste produto no Paraná. No Rio Grande do Sul existe mercadoria de  boa qualidade, porém, para venda precisa-se agregar a estúpida alíquota de ICMS de 12%. O governo insensível esfola o consumidor e o produtor. Isto prejudica produtores daquele estado e há o encarecimento deste imposto além do frete maior que o do estado do Paraná.   

mercado atacadista do Brás

Clique aqui para ampliar!

preco pago ao produtor nas fontes

feijao carioca

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário