Análise de mercado do feijão

Publicado em 27/04/2010 16:00 647 exibições

FEIJÃO CARIOCA – Apesar de  ainda não ter sido iniciada a tradicional reposição maior de estoques - devido ao inicio do próximo mês -, certamente as chuvas do final da semana passada até ontem já causam preocupação e atraso nos trabalhos de colheitas nos três estado do sul. Certa de 15% da safra já foi colhida e comercializada, no entanto até o momento não houve ainda a esperada "oferta a mais",  própria, certamente, de uma safra. Continuam os relatos de baixa produtividade deixando frustrados os produtores que investiram pesado nestas lavouras. Espera-se que diante da possibilidade da  das chuvas continuarem pelo menos até quarta-feira, diversas regiões do Paraná e Santa Catarina esta semana não apresente variações negativas para o feijão acima de nota 8,5. No atacado paulista não houveram novas entradas e os preços do feijões nota 8 e 8,5 são praticamente os mesmos praticados no atacado, ou seja R$ 165 para o feijão nota 9,  R$ 145 para nota 8,5,  e nota 8  por R$ 130 o saco de 60 kg. 

 

FEIJÃO PRETO  - O mercado no campo está calmo, com poucos negócios, apesar da complicada colheita na região Sul. Ainda assim, os empacotadores não sentem necessidade de aumentar o volume de estoque. O feijão Argentino da safra passada pode ser encontrado na fronteira entre US$ 700 e US$ 750. Já no campo o preço pago ao produtor está ao redor de R$ 75/83 dependendo do tipo e da época da colheita. CIF o mercado trabalha entre R$ 97/98, e atinge até R$ 105 dependendo da distância da fonte e também do prazo para pagamento.  

 

mercado atacadista do bras

 

Clique aqui para ampliar!

 

preço pago ao produtor

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário