Análise de mercado do feijão

Publicado em 19/05/2010 16:01 623 exibições

FEIJÃO CARIOCA –   O forte recuo dos compradores  em função da baixa demanda pode provocar realinhamento negativo nos preços. Nada que possa trazer desconforto maior  para quem está comercializando agora. Até o momento os preços mais baixos vem sendo registrados no sul de Minas onde um feijão nota 9 foi vendido ontem por até R$ 150, nota 8/8,5 R$ 125/135, bem longe do custo de R$ 70. O mercado quando fica apático, como agora, perde um pouco a referência. Os preços variam bastante de uma região para outra.  Até mesmo no atacado paulista nesta madrugada a entrada de 18.500 sacas encontrou compradores para não mais do que  7 mil sacas. Consequentemente, os preços em relação a ontem tiveram leve baixa. O preço do nota 9 teve como valor de referêrcia R$ 158 já o nota 8 R$131 e  o 7 R$ 96. Ontem os trabalhos de colheita no Paraná estiveram parados devido às chuvas. Com mais de 50% já colhido e cerca de 40% comercializados os feijões não apresentam boa qualidade. Assim as referências com poucos negócios estacionaram ao redor de R$ 100/115. O leilão da Conab que causou certa expectativa no mercado abrirá em R$ 90,  nota 6. Também existem fortes suspeitas de que apesar do cuidado do órgão e das empresas de classificação,  alguns armazenadores  podem ter sabotado certas pilhas de produto pelo interior do Brasil. As corretoras da BBM certamente têm informações sobre os melhores locais para a compra. 


FEIJÃO PRETO  -    Somatória de más notícias no mercado de feijão preto. Sem qualidade o mercado  vai baixando o preço do tipo 2. A mercadoria extra e  escassa tem dificuldade de competir com este feijão mais barato. O volume de vendas no Rio também diminuiu nos últimos dias. A notícia de importações e leilões fizeram efeito é pelo menos nesta quinzena o governo obterá uma vitória parcial na contenção da inflação vinda do feijão. Mas o segundo semestre será longo. Ontem vendedores se negavam  a ceder abaixo de R$ 75 FOB CIF idéia de R$ 95 até R$ 100 dependendo da qualidade. 

mercado atacadista

 

Preço da Saca de 60 kg

Clique aqui para ampliar!

 

preco pago ao produtor

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário