Análise de mercado do feijão

Publicado em 17/06/2010 16:04 666 exibições

FEIJÃO CARIOCA   7h30 - "Ok! Paga mais, mas compra" foi a ordem dos empacotadores. Todos estão com estoques totalmente vazios, pois não parecia sensato armazenar feijão a R$ 150.  Ontem foi muito grande a procura nas mesas de operações das principais corretoras agrícolas da BBM. Em Ibia e Iraí (MG) se pagou  até R$ 145/150 e,  no Paraná, os lotes são poucos e o feijão nota 8 foi muito disputado, pagando-se até R$ 135 por saca. O " rali"  de preços continuará até  surgir ofertas suficientes para abastecer o mercado. E isto aparentemente só deverá ocorrer com mais intensidade no inicio de Julho. Até  ontem, diversos empacotadores manifestaram sua expectativa de que o mercado continuará  difícil até que saia o irrigado. A questão é até onde irá o mercado até a saída daquela produção e até onde irão os preços. Nesta manhã, em São Paulo, a oferta total registrada entre amostras do interior e carretas efetivamente disponíveis somaram cerca de 13.100 sacas com venda de aproximadamente 50% . Os preços foram os seguintes: Nota 9 – R$160; Nota 8,5 R$ 143; Nota 8 R$ 132 e Nota 7 – R$ 103.


FEIJÃO PRETO   7h30 - Mercado calmo de feijão preto. Cadenciada as ofertas da Argentina vão  encontrando compradores ao redor de US$ 730/740. Produto vendido no mercado  interno teve compradores ontem  que pagaram ao redor de R$ 110/115 Bahia e R$ 100/105 São Paulo. Mercado Rio Grande do Sul segue firme com negócios ao redor de R$ 98 por saca. 

 

mercado atacadista

 

Preço da Saca de 60 kg

Clique aqui para ampliar!

 

preco da saca


Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário