Feijão: Semana passada terminou seguindo a tendência de posicionamento firme dos produtores em diversas áreas do cerrado

Publicado em 23/08/2010 16:05 901 exibições

FEIJÃO CARIOCA  7h30-  A semana passada terminou com a sexta-feira seguindo a tendência de posicionamento firme dos produtores em diversas áreas do cerrado,  onde se colhe o feijão de melhor resultado. Aumentou um pouco mais a oferta na Bahia com diversas cidades do sertão tendo pouca chuva. Os valores praticados no cerrado estiveram entre R$ 90 e R$ 100 por nota 8,5 e 9.  A variaçao se deu pela maior ou menor distância ou facilidade de encontrar transporte. Alguns produtores se perguntam se a estratégia que está sendo adotada agora, de reter uma parte da colheita,  não acabará fazendo com que aja oferta concentrada mais a frente. Muito provavelmente se todos vierem para o mercado obviamente isto pode ocorrer. Os produtores contatados pela Correpar, no entanto, afirmam que estão conscientes da necessidade de ir vendendo ao longo do tempo,  não parando totalmente de vender. Assim,  estes, pelo menos, vão evitar concentrar a sua venda e a estratégia pode ser recomendada para todos. Afinal,  ainda que muitos acreditem que a  tendência de melhora de preços que já aconteceu. Pode ainda continuar o valor que se alcança hoje,  tomando por base o custo de produção, que  remunera muito bem o produtor que alcançou produtividade acima de 45/50 sacos. Nesta madrugada foram registradas  21 mil  sacas.  A pedida foi  de R$ 115 para nota 9, R$ 100 para nota 8 e R$ 80 para nota 7. No entanto o que realmente chegou a ser vendido foi nota 9 R$ 105 com duas carretas vendidas por R$ 110. A sensação é de que se houver novas entradas amanha as cotações tendem a baixar. A sobra por volta de 07h30 era de 13 mil sacas.

Fique de Olho
O comentário que temos tecido aqui mostra uma tendência. Alguns, -  com todo o direito-,  tomando por base as dificuldade de quantificaçao exata de área plantada, bem como  os valores praticados acima de R$ 80 (extremamente remunerador em algumas regiões) acreditam que o mercado de feijão carioca esteja no topo e que tenhamos ofertas de áreas não levantadas justamente por ter sido muito atraente a valorização recente. Assim,  como outros tantos acreditam que tem uma indicação de valorização, porém, somente para Setembro. O mercado é soberano e a lei de oferta e procura discutível. O que procuramos é reportar apenas e tão somente as informações do que ocorre no campo, por acreditarmos que esta é, na grande maioria das vezes, a melhor baliza para os preços.  Também reportamos a tendência e o sentimento geral  por considerarmos  como dado importante na tomada de decisão e formação da opinião de empacotadores e produtores. De sua opinião [email protected]

 

FEIJÃO PRETO 7h30-  Apesar de pelo menos duas grandes empresas continuarem ofertando feijão por um valor muito baixo no Rio de Janeiro, o mercado iniciou reação nos preços durante a semana passada. Está muito dificil mesmo encontrar oferta de feijão no Paraná por menos de R$ 80/85 e com isto a pedida por produto CIF voltou a aumentar,  ainda que não encontre facilmente compradores.  Por R$ 90 já foi muito dificil encontrar vendedores na sexta-feira. O valor pedido pelos vendedores é de no minimo R$ 95. Será inevitável aumentar o volume de importações nos próximos 15 dias, segundo os principais empacotadores.         

 

mercado atacadista

 

Preço da Saca de 60 kg

Clique aqui para ampliar!

 

preco ao produtor

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário