Feijão: Mercado ontem seguiu a calma dos últimos dias

Publicado em 29/09/2010 16:05
1008 exibições

Feijão Carioca - 7h30 -  Mercado ontem seguiu a calma dos últimos dias. O consumidor quando encontra um preço mais alto deixa pra ver se em outra rede de supermercados já subiu também, deixa para pensar no que vai fazer.  Os  atacadistas e supermercados que não  estão,  em muitos casos,  ligados com a situação diária do feijão  tomam um susto quando recebem tabelas de preços. O feijão é somente mais um item na pauta de milhares.  No geral, quanto as idas e vindas do preço  não há uma linearidade na alta -  nem nunca ouve -  ou seja, sobe, desce um pouco e volta a subir novamente. Um processo de alta necessita por si só de patamares onde os preços vão se consolidando.
Sugestão ao empacotador: Aproveite  o momento -  que não deverá durar muito - de diminuição da pressão do mercado e busque recompor seus estoques.
Sugestão para o produtor: Não se deixe levar pela afirmação de que a bolsinha caiu. Ela pode estar sofrendo de certa forma manipulação. Em breve o Nordeste termina de colher os poucos lotes que sobram e também encerra a comercialização da maior parte.

Feijão Preto - 7h30 -  
Mais um dia com diversos importadores que não encontraram ofertas da Argentina. O valor pedido para Belo Horizonte ontem esteve para pouca oferta em R$130 e São Paulo R$ 120/125. 
Tendência: A tendência é de que tenhamos boa procura por parte dos empacotadores que estão vendendo a cada dia mais feijão preto em comparação com o carioca.
Sugestão para o produtor: Ainda tem feijão em estoque. Saiba que a venda dependerá do seu fluxo de caixa.
Sugestão para o empacotador: Cuidado com os pedidos que serão emitidos a revelia pelos supermercados.
Saiba mais em www.correpar.com.br

mercado atacadista

 

Clique aqui para ampliar!

 

preco ao prdutor

Tags:
Fonte: Correpar

Nenhum comentário