Leite: Mais um mês de alta no mercado

Publicado em 01/04/2013 09:33 1319 exibições
No pagamento de março, referente ao leite entregue em fevereiro, o preço pago ao produtor subiu 1,7% em relação ao pagamento anterior, considerando a média nacional.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, o produtor recebeu, em média, R$0,855 por litro. O preço atual está 5,4% mais alto na comparação com o mesmo período de 2012, considerando os valores nominais.

Além da menor disponibilidade de leite, pontualmente outros fatores colaboram com a firmeza do mercado: grandes laticínios estão entrando forte no mercado; maior demanda por leite em fevereiro e março pelas indústrias que fabricam ovos de chocolate; reação dos preços dos lácteos no atacado; reação dos preços dos lácteos no mercado internacional e redução das importações em janeiro e fevereiro de 2013.

No mercado spot, os preços estão em alta desde janeiro. Foram verificados negócios acima de R$1,10 por litro em São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

Para o pagamento a ser realizado em meados de abril, 63,0% dos laticínios pesquisados acreditam em aumento dos preços pagos aos produtores e 32,0% acreditam em manutenção.

A reação dos preços dos lácteos colabora com os reajustes para o produtor.

No atacado, considerando todos os produtos pesquisados pela Scot Consultoria, houve aumento de 0,9% nos preços dos lácteos na segunda quinzena de março, em relação à primeira quinzena desse mês. No varejo a alta foi de 2,1% neste período.

O leite longa vida subiu 5,1% no atacado e 5,5% no varejo.
Outra boa noticia para o produtor de leite é que além do mercado firme os custos caíram em março.

A redução mensal do Índice Scot de Custo de Produção da Pecuária Leiteira foi de 1,8% na comparação com fevereiro.

Esta foi a maior queda desde dezembro de 201. Os alimentos concentrados foram os principais responsáveis pela queda dos custos em março.
Por:
Rafael Ribeiro
Fonte:
Scot Consultoria

0 comentário