Soja: Cotações realizam lucros e encerram no vermelho na CBOT à espera do USDA

Publicado em 07/10/2010 07:16
387 exibições
Cotações futuras de soja em fase de consolidação. A tônica no pregão futuro da oleaginosa em Chicago foi moderadamente baixista, sob a pressão de crescente oferta de soja norte-americana recém colhida.
Clique aqui para ampliar!

Comentário:

Nesta quarta-feira, seis de outubro de 2010, as cotações futuras de soja relativas aos três primeiros vencimentos fecharam com perdas significativas, na Bolsa Mercantil de Chicago (CME), conforme a tabela acima. Apesar de nova desvalorização do Dólar dos EUA perante o Euro e outras moedas conversíveis e apesar ainda de outro recorde histórico das cotações futuras de ouro, ainda assim as cotações de soja cederam em Chicago.

Parte dos traders da oleaginosa evitou novas compras futuras da oleaginosa por recear que o Departamento de Agricultura de Agricultura dos EUA (USDA) em seu relatório mensal a ser divulgado na sexta-feira - oito do corrente - venha a aumentar a sua estimativa sobre a produtividade média norte-americana de soja na safra 2010/2011 e também incrementar a sua previsão relativa à magnitude dessa safra.

É bem verdade que outro possível comportamento do USDA a ser refletido no relatório da próxima sexta-feira poderá consistir em aumentar a sua projeção de exportação de soja norte-americana durante o ano-safra 2010/2011 e reduzir o estoque final previsto para o aludido período. Se isto ocorrer, poderá ter conseqüências altistas. Entretanto, na sessão futura da oleaginosa nesta data, em Chicago, esta não foi a tese vencedora.

Na média das opiniões dos analistas de Chicago consultados nesta quarta-feira, a estimativa de produtividade norte-americana de soja da safra 2010/2011 é de 50,44 sacos de 60 kg líquidos por hectare, em contrapartida à projeção do USDA conforme o seu relatório de setembro de produtividade igual a 50,10 sacos de 60 kg líquidos por hectare.

Ainda segundo a opinião média dos citados analistas, o tamanho da citada safra de soja dos EUA irá situar-se em torno de 95,0 milhões de toneladas com o estoque final esperado da ordem de 9,1 milhões de toneladas. Em seu relatório de setembro passado, o USDA havia projetado a magnitude de tal safra como algo da ordem de 94,8 milhões de toneladas, com o estoque final em torno de 9,5 milhões de toneladas. Após o exame dos números acima, pode-se afirmar que conforme a média das opiniões dos analistas de Chicago não são aguardadas grandes surpresas no relatório que virá na sexta-feira.
Tags:
Fonte: SojaNet

Nenhum comentário