Soja- XP: preços em queda com alta dos juros na China

Publicado em 19/10/2010 18:48
506 exibições
China e a liquidação. Poderia ter sido pior!!! Mais uma sessão de extrema volatilidade para a soja. Abertura em forte queda (16 pts.), recuperação intermediária, atingindo ganhos de até 4 cents, para então retornar no negativo e encerrar com 4 pts. de queda. Tudo começou com o anúncio inesperado pelo governo chinês, elevando a Taxa de Depósito e Taxa de Empréstimo de 1 ano em 0,25% a.a.. Com isso, o mercado entrou em liquidação generalizada temendo um ritmo de expansão mais lento do motor econômico global neste momento. Embora o impacto sobre o mercado de commodities em termos reais seja mínimo, a elevada posição comprada por parte de fundos conjugada a uma alta superior a 1,8% no índice dólar resultou em fortes realizações no mercado de commodities como um todo.

A soja, porém, conseguiu manter-se firme, operando com ganhos em alguns momentos, devido a movimentação da demanda, com o USDA anunciando a venda de 120 mil t de soja para a China e 275 mil t para destinos não revelados, além de rumores de vendas de 70 mil t de óleo de soja da Argentina para a China nos últimos dias. Ajuste de spreads farelo/óleo corroboraram ao suporte no farelo e indiretamente ao grão. 

Tecnicamente, Chicago, perdeu suporte em 1182, mas se manteve acima dos 1173, mantendo tendência macro de alta ainda intacta. Osciladores apresentam sinais controversos com estocástico indicando fraqueza em condição sobrecomprada mas IFR ainda firme e forte. No curto prazo, mercado demonstra certa indefinição, mas permanece vulnerável a uma realização até a casa de 1150 pelo menos, expectativa que reverte com fechamento acima dos 1190. Na BM&F, mercado acima do suporte em 26,90 no pregão de hoje, trabalhando com resistências em 27,35.

Confira a análise completa: sojamilho1910.pdf
Tags:
Fonte: XP Agro

Nenhum comentário