Soja- XP: dia de muita volatilidade em Chicago

Publicado em 28/10/2010 19:10
776 exibições
Mercado de soja em mais uma sessão de instabilidade em Chicago. Após abertura em forte alta refletindo dados de demanda nos EUA, combinado a fraqueza do dólar, a oleaginosa perdeu força próximo ao fechamento encerrando estável com tempo favorável no Brasil e o clássico movimento "venda do fato" após os dados de vendas semanais nos EUA. A soja continua encontrando forte suporte fundamentalista na demanda, com o USDA anunciando pela segunda semana seguida, vendas superiores a 2 mi. t. Até o momento os EUA venderam/exportaram 66% do total a ser embarcado até o final do ano-safra (agosto/11), 10% acima do registrado no mesmo período do ano passado. 

Além disso, o USDA anunciou também vendas de 305 mil t para destinos não revelados na manhã de hoje (provavelmente China). O Gigante asiático, segue alocando recursos em commodities, assim como o investidor, em ativos tangíveis sob a forma de reservas, além das altas taxas de processamento no país associado a demanda firme por derivados. Além disso, a China busca proteção frente a um eventual risco climático na América do Sul, beneficiando-se dos prêmios sazonalmente pressionados nos EUA.

No Brasil, as chuvas seguem ocorrendo sobre as principais regiões produtoras do país, beneficiando o desenvolvimento inicial das lavouras de soja. O plantio evoluiu normalmente no sul (PR 47% plantado, mesmo registrado em 2009) e no centro-oeste evoluiu rapidamente com a melhora da umidade do solo. Hoje a Abiove projetou a safra de soja 2010/11 em 67,9 mi. tons ante 68,7 mi. tons colhidos na safra anterior. Na Argentina, 13,5% da soja semeada (+8,9% na semana).

No curto prazo, mercado permanece vulnerável a realizações em caso de uma movimentação externa mais negativa e, eventualmente, a percepção de safra no Brasil. De qualquer forma, maiores perdas tendem a permanecer limitadas pela espectativa de demanda. Tecnicamente janeiro CBOT permanece em canal de alta com suportes em 1235, 12818 e 1211. Resistências em 1248,25 e 1264. Osciladores sem qualquer sinal de divergência no momento.

Confira a análise completa: sojamilho2810.pdf

Tags:
Fonte: XP Agro

Nenhum comentário