Trigo atinge o maior preço em 12 meses no Paraná

Publicado em 16/09/2010 18:51
663 exibições
O trigo paranaense atingiu hoje sua maior cotação dos últimos 12 meses, chegando a uma média de R$ 25,65/sc para o produto da safra passada. Na maioria das regiões produtoras pesquisadas o valor pago aos produtores é ainda maior, chegando ao máximo de R$ 28,80 em Ponta Grossa e Jacarezinho, sendo que o preço que mais se repete as negociações realizadas é o de R$ 26,00/sc. Este último preço é verificado em importantes pólos tritícolas como Cascavel, Campo Mourão, Londrina e Maringá. A valorização em relação à cotação média verificada ontem foi de 1,1% e em comparação com o mesmo período do ano anterior a alta já chega a 8,5%. Os agricultores comemoram o bom momento, pois a expectativa pela alta nas cotações vinha desde a colheita do ano passado e os preços só começaram a reagir a partir de julho, quando o cenário internacional se modificou. No mercado interno, a situação pouco havia se modificado, pois os estoques das safras anteriores continuavam elevados e a demanda ocorria de forma lenta e regrada. Já com a rápida valorização do trigo nas Bolsas internacionais, tornou-se mais vantajoso comprar trigo nacional e a procura pelo trigo estocado se intensificou e mantém-se em um bom patamar, impulsionado também pela colheita da nova safra. Os preços do trigo da safra 2010/11 estão ainda melhores e situam-se hoje em torno de R$ 520,00/ton com excelente qualidade do produto oferecido aos moinhos. A preocupação agora é o desenvolvimento das lavouras nas regiões Sul e Sudoeste que juntas somam 33% da produção do estado, que encontra-se ameaçada pela falta de umidade para o desenvolvimento satisfatório das plantas. De acordo com a Secretaria de Agricultura do Paraná, desde o começo de setembro até agora as precipitações acumuladas não passam de 10 mm e, ao mesmo tempo que favorecem a colheita no Norte, Oeste e porção Central paranaense prejudicam o desenvolvimento vegetativo e o início da fase reprodutiva nas demais localidades.
Tags:
Fonte: AF News

Nenhum comentário