Trigo: Balanço Semanal - Desempenho das cotações no Paraná supera as demais regiões com alta de 3% na semana

Publicado em 17/09/2010 17:24
592 exibições
Dentre os estados produtores pesquisados, apenas o Paraná apresentou ganhos mais elevados, superior a 1% no acumulado semanal. No Rio Grande do Sul, que na semana passada mostrou um leve decréscimo do preço médio, nesta subiu 0,4% ainda evidenciando um ritmo bem mais lento de recuperação das cotações e apresentando ainda o menor percentual de alta acumulado e também o menor preço pago ao produtor. De R$ 21,54 registrado na semana passada, o trigo gaúcho passou a ser remunerado a R$ 21,63/sc, mas que ainda não supera os preços médios registrados no início do ano. Em Santa Catarina a valorização foi um pouco maior, de 0,6%, com o preço pago ao produtor saindo de R$ 26,17 para R$ 26,33/SC para um trigo de qualidade maior, ou seja, com PH superior a 78. Também em São Paulo, que nas últimas semanas tem apresentado um ritmo acelerado de alta do preço de comercialização de sua pequena produção, esta semana acumulou alta mais suave, de 0,7% e um preço médio registrado nesta sexta-feira de R$ 28,87/SC, chegando a até R$ 30,00/SC na região de Avaré. Já no Paraná, como já destacamos acima o desempenho das cotações ficou acima das expectativas ao apresentar uma valorização de 3% nesta semana em comparação com a anterior, e um ganho absoluto de quase R$ 1,00 por saca comercializada. Enquanto que no final da semana passada a saca de trigo estava conseguido um preço médio de venda de R$24,96, esta semana chegou-se a R$ 25,70/SC que como ressaltamos durante a semana, é o maior desde agosto do ano passado. Com isso o trigo recupera a posição em que se encontrava no início da colheita do ano passado, quando desde então só experimentou uma regressão de suas cotações. A valorização em cada região produtora tem variado muito, em função de muitos fatores, tais como intensidade da demanda local e qualidade do produto e defasagem dos preços, gerando portanto uma grande disparidade, mas entremeada em uma tendência altista.  
Tags:
Fonte: AF News

Nenhum comentário