Mercado do trigo no Rio Grande do Sul passa por semana calma e com preços em estabilidade

Publicado em 08/10/2010 13:54
627 exibições
Esta semana tem sido marcada pela morosidade das negociações do trigo grão, situação que na é diferente no Rio Grande do Sul, que tem se sustentado no desempenho dos preços no mercado internacional e nacional, especialmente na praça paranaense, que neste momento de aumento de oferta é o grande referencial de preços. O trigo gaúcho comercializado no mercado de balcão sofreu uma leve queda em sua cotação média esta semana, passando de R$ 21,71/SC para R$ 21,64/SC, acumulando 0,3% de variação negativa no período. Este comportamento, que deve-se mais à falta de preços de referência em algumas regiões do que propriamente uma redução na cotação, põe fim a uma sequência de três semanas de pequenas valorizações do produto. A pressão negativa sobre os preços, mas especialmente sobre o volume de vendas vem do topo da cadeia, pois a indústria reduziu seu ritmo de compra e os moinhos, por sua vez, também estão adquirindo menos matéria-prima, pois estão em uma posição confortável quanto à disponibilidade de estoques. Os poucos moinhos que estão saindo às compras, aproveitam o momento mais favorável e fazem ofertas menores pelo trigo e o produtor por sua vez se retira do mercado também sem muita pressa de vender. De forma geral, o comportamento se repete no mercado de lotes gaúcho com as cotações estáveis em torno de R$ 440,00/ton e sem muitas ofertas compradoras. É importante salientar que a colheita no Rio Grande já está próxima de ser iniciada, com os produtores aguardando somente um declínio da umidade dos grãos, que está bastante elevada devido às chuvas recentes. Apenas um pequeno percentual será colhido ainda neste mês de outubro, sendo que grande parte da aguardada colheita de trigo do Rio Grande do Sul ocorre mesmo em novembro, quando também há grande oferta de trigo uruguaio, que inicia a colheita no mesmo período.
Tags:
Fonte: AF News

Nenhum comentário