Início dos leilões na última semana de novembro deve impulsionar preços do trigo

Publicado em 12/11/2010 17:56
878 exibições

Após a estagnação de preços das últimas semanas, especialmente no mercado de Lotes, o trigo acabou registrando queda para os preços pagos aos produtores, ainda resultante de uma retração da demanda dos moinhos e resistência em pagar os preços de venda estipulados pelo produtor. No entanto, agentes de mercado já salientam que no mercado de Lotes, após a confirmação de R$ 300 milhões em recursos para a realização de leilões de PEP, houve maior flexibilização das posições compradoras e vendedoras e os preços de negociação estão atingindo R$ 465,00 a R$ 470,00/ton. Sabemos, que a mais de um mês este patamar de preços não tem variado muito, porém, tratava-se apenas de valores nominais, sem fechamento de operações de venda e agora moinhos estão assinando contratos com este preço base. A tendência é que o mercado consolide estes valores e consiga reagir no início do ano que vem, quando se espera que cerca de seis leilões já tenham sido realizados, uma vez que a posição preliminar do governo é de realizar uma operação de subvenção por semana a partir do próximo dia 25 de novembro.

Voltando ao comportamento dos preços, as variações observadas nesta semana, apesar de negativas continuam sendo mínimas, sendo possível afirmar que o mercado ainda está estável. Em São Paulo, os preços ao produtor caíram 3% e fecharam com uma média de R$ 27,67/sc, lembrando que após um longo período de estabilidade em R$ 29,00/sc os preços começaram a recuar ainda no final de outubro e continuam registrando pequenas perdas. No Paraná tivemos esta semana o segundo pior resultado dentre as regiões pesquisadas, com queda de 1,9% e preço médio de R$ 25,68/sc no mercado de Balcão, sendo que no de Lotes, algumas regiões apresentaram até mesmo valorização de 2%, conseguindo fixar preços mais próximos do mínimo estabelecido pelo governo federal. No Rio Grande do Sul a desvalorização foi de 0,8% e o preço médio voltou a ficar abaixo de R$ 22,00/sc, lembrando que a colheita no estado deve ultrapassar a metade da área nos próximos dias.

Tags:
Fonte: AF News

Nenhum comentário