Quem produz alimentos é “vilão”? por Renato Bittencourt

Publicado em 31/10/2014 13:37

Para quem não conhece muito bem e principalmente dentre os leigos, o produtor rural muitas vezes parece inimigo do meio ambiente, da mesma forma que a irrigação.

Isto é devido à pressão das mídias e grupos ecologistas, muitas vezes radicais.

O produtor é seguidamente acusado de desmatamento, utilização de mão de obra escrava e infantil, bem como demonizado pela produção de gases responsáveis pelo efeito estufa e maus tratos e desumanidade com os animais. Embora quase todas as 6 milhões de propriedades estejam dentro da lei, os casos fora da lei são sempre enfatizados, e não se fala nada do lado bom na maioria das vezes.

Essa é a natureza do ser humano e principalmente dos brasileiros (as pessoas preferem ver as tragédias e notícias ruins). Por isso que a maioria das matérias que vemos no jornal são desse tipo, inconscientemente preferimos assisti-las, à notícias boas.

Em relação à irrigação, é “condenada” porque utiliza/mobiliza grandes volumes de água. Mas como diz um pesquisador da Esalq/USP “A irrigação deve ser considerada um dos mais eficazes insumos agrícolas, pois é o único que consegue dobrar ou até triplicar a produtividade das áreas cultivadas”.

Segundo a FAO (agência da ONU para alimentação e agricultura) a população mundial passará de 7 bilhões para 9 bilhões de pessoas até 2050. O que representaria uma necessidade de aumento de 1 bilhão de toneladas na produção de cereais e 200 milhões de toneladas de carne a mais por ano.

Ainda segundo o órgão, atualmente 1 bilhão de pessoas estão desnutridas. Mesmo que a produção dobrasse nos países em desenvolvimento, ainda haveria 370 milhões de pessoas desnutridas.

A produção de alimentos precisa crescer, e muito. Mas com um uso mais intensivo e sustentável da terra, sem incremento de área cultivada, principalmente sobre florestas, colaborando para o bem do meio ambiente, e não sendo vilã.

Muitas profissões são muito elogiadas e endeusadas, e com razão, como médicos, professores, etc. Mas também devemos colocar nesta lista o produtor rural, que na verdade deveria ser chamado de “Produtor de Alimentos”.

Quem produz alimentos não é vilão! São eles os responsáveis pela comida que chega ao prato das pessoas no mundo inteiro, e somente pelas mãos dos produtores rurais, poderemos atender a crescente demanda por alimentos e diminuir a fome.

Isto é possível, e o Brasil é considerado o “Celeiro do Mundo”, poucos países podem colaborar como nós para a maior produção de alimentos, e com certeza a irrigação será responsável por grande parte disto.

Apenas 12% da área agrícola do mundo é irrigada, mesmo assim, esta pequena parcela é responsável por quase metade da produção de alimentos.

Com isto percebemos o potencial das culturas com irrigação que, além disto, também é uma espécie de seguro agrícola, pois garante a produção em anos de estiagem, como tivemos em 2012 aqui no Rio Grande do Sul.

A melhor saída para produzir mais é com incremento na produtividade da atividade agropecuária, e isto só será possível com incentivos aos produtores rurais (ou Produtores de Alimentos), que não são os vilões nem os demônios contra o meio ambiente, na verdade, são heróis da produção de comida para as pessoas do mundo inteiro.

Tags:
Fonte:
Lance Agronegócios

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário