Produção de Nova Mutum/MT é destaque no Encontro de Boas Práticas Agrícolas, em Londres

Publicado em 20/10/2010 10:52
1364 exibições
De Londres, por Daniel Coelho Barbosa.
No início de Outubro ocorreu em Londres o encontro mundial de boas práticas agrícolas promovido pela GLOBALGAP, entidade alemã que elabora o padrão de produção já adotado em mais de 100 países . O "10th Globalgap Summit" contou com a presença de mais de 600 participantes do mundo inteiro e forte participação dos Estados Unidos. Entre os americanos estavam, por exemplo, Craig Watson, líder da Sysco, uma empresa de serviços alimentares que possui mais de 400 mil clientes e movimenta mais de 40 bilhões de dólares por ano.

A representação brasileira no evento foi marcada pela presença do prefeito de Nova Mutum (MT), Lírio Lautenschlager, do secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Arildo José Marciano, e da primeira-dama de Nova Mutum, Karla Lautenschlager. A cidade de Nova Mutum, que decidiu oferecer aos produtores de sua região acesso aos padrões internacionais de produção mais modernos,  através do Projeto MUTUMGAP,  mereceu destaque especial durante o evento e despertou o interesse de grandes compradores presentes ao evento.

Entre as novas perspectivas que se abriram estão a parceria com Johann Zueblin, da cooperativa Suiça Migros. Esta entidade, um dos maiores empregadores da Suiça, tem como um de seus objetivos trazer esclarecimentos aos consumidores sobre a origem dos alimentos e já compra 300.000 toneladas de soja sem modificações genéticas, de empresas de Mato Grosso. O objetivo dos entendimentos iniciados com o prefeito Lautenschlager é constituir novas pontes para "alimentos com reputação" legitimados pela idoneidade dos métodos de produção. "Eu prefiro construir relações de confiança a ter que enviar auditores periodicamente. Estes vínculos são mais duradouros", declara Zueblin que é diretor de questões ligadas à sustentabilidade na Migros.

Na opinião de Horst Langer, chefe do departamento de qualidade da cadeia de supermercados Globus (Alemanha), existem também boas chances para o açúcar certificado. "A certificação do açúcar causará sem dúvida uma valorização do produto que em nossas prateleiras ocuparia uma posição no segmento médio-alto. Este reposicinamento e a maior remuneração decorrente podem ser interpretados com um prêmio para o produtor pelo seus esforços no aperfeiçoamento dos métodos", avalia o executivo.

A delegação de Nova Mutum também foi muito bem recebida pelo ministro Flávio Marega, conselheiro da Embaixada do Brasil em Londres, quando o prefeito expôs os objetivos conquistados na viagem. O Ministro Marega sublinhou  a importância deste tipo de iniciativa e do esforço conjunto pela imagem do agronegócio nacional.

No balanço geral, a ida a Londres superou fartamente as expectativas. Fora as chances de negócios foram criadas oportunidades de intercâmbios que de outra maneira dificilmente ocorreriam, observa o prefeito. Essa avaliação é reforçada pelo relato do doutor Stephen Mbithi, responsável pela adaptação das normas internacionais à agricultura familiar no Quênia (Kenyagap), bem como pelas opiniões sobre as questões ligadas à pecuária, expressadas numa mensagem gravada em vídeo pelo professor doutor Bert Urlings, cientista-chefe da Vion Food. Os intervalos dos seminários foram pontilhados por encontros com formadores de opinião como Jason Clay, vice-presidente de mercados da WWF, Andrew Bovarnick, do fundo de desenvolvimento da ONU e Ulrich Hoffmann, chefe do departamento de desenvolvimento sustentável da UNCTAD, a Conferência da ONU que se ocupa do comércio e do desenvolvimento. 
 
A presença da primeira-dama Karla Lautenschlager não foi menos importante. Responsável pela pasta de Ação e Promoção Social, Karla deu a conhecer muitos detalhes dos programas sociais vigentes, durante um jantar de gala. Os aspectos sociais fazem parte do tripé da sustentabilidade, mas obras deste cunho ainda recebem pouco enfoque na mídia. Isto dá margem para que sejam propagadas falácias a respeito da realidade no Brasil. Karla divulgou também um filme sobre o  "Centro de Atendimento Integrado da Criança e Adolescente" que será legendado em inglês e alemão.

Durante todo o tempo, a visita do prefeito Lautenschlager foi coordenada e acompanhada pela entidade BioSocial. A BioSocial é uma organização sem fins lucrativos que tem por objetivo agir internacionalmente como centro de promoção da qualidade no agronegócio. (http://br.biosocial.org)

Nova Mutum outra vez saiu na frente em nível nacional, demonstrando visão de negócios e empreendedorismo.  A cidade integra, desde janeiro de 2010, o comitê técnico da norma alemã ISCC* ("International Standard for Carbon Certification"), que é o primeiro padrão de sustentabilidade para biocombustíveis, reconhecido por um governo na União Européia, que pretende conceder um aumento na qualidade e na reputação dos produtores que aderirem ao MUTUMGAP.

* - ISCC, sigla que em português significa "Padrão Internacional para Certificação do Carbono".

Veja o vídeo com o prefeito de Nova Mutum - Lírio Lautenschlager


Tags:
Fonte: Daniel Coelho Barbosa

1 comentário

  • Hugo Hays Gaborone - MT

    Existe um erro na tradução do vídeo, nos comentários finais o Sr. S. Mbithi disse "o Brazil pode tornar-se lider de qualquer mercado COM OS PEQUENOS PRODUTORES" em vez de "tornar-se lider de qualquer mercado de BAIXOS VOLUMES". Pequenos produtores não é sinônimo de pequenos volumes, se eles trabalharem agrupados.

    0