Previsão do Tempo: Grande massa de ar seco atua sobre o Brasil e ainda há possibilidade de geadas

Publicado em 29/07/2013 14:05
1170 exibições

* Durante essa semana uma grande massa de ar seco vai atuar sobre o Brasil. Esse sistema inibe a formação de nuvens de chuva. No mapa abaixo podemos ver a previsão de chuva para essa semana. Apenas o leste nordestino e o norte da região Norte é que recebem chuva, porque agora é época normal de chuva nessas áreas, e no Sul do Brasil tem uma nova frente fria, mas que não é forte como a da semana passada.

Figura 1: Previsão de chuva acumulada no período entre 30 de julho e 03 de agosto

Chuva Acumulada entre 30 de julho e 3 de agosto

* Essa frente fria também vem com uma massa polar, mas que é bem mais fraca. Ela só vai ajudar a manter as temperaturas mínimas mais baixas. O mapa abaixo mostra a média da temperatura mínima essa semana. Continua friozinho no Sul e em parte do Sudeste, ainda com condições de geada em algumas áreas do Sul de Minas e da Mantiqueira.

Figura 2: Média da temperatura mínima no período entre 30 de julho e 03 de agosto

Média da temperatura mínima para a 1ª pêntada

A partir desta semana já teremos uma nova situação de bloqueio atmosférico, favorecido por essa massa de ar seco. O mapa abaixo mostra o acumulado de chuva esperado para os próximos 15 dias. É possível observar que não é há chuva em grande parte do Brasil. O norte do País ainda recebe bastante chuva, com acumulados acima de 100 milímetros, a costa leste do Nordeste também continua sob influência das ondas de leste, e parte do Sul do Brasil recebe chuva de frentes frias, que ficam bloqueadas e sobem só até SC, depois são desviadas para o mar.

Figura 3: Previsão de chuva acumulada no período entre 30 de julho e 13 de agosto

Chuva acumualda nos próximos 15 dias

Análise das condições do tempo no Brasil na última semana: Onda de frio histórica no centro-sul do Brasil
 
* A semana passada certamente vai ficar na memória de muitos brasileiros por muito tempo. A histórica onde de frio que entrou no Brasil e provocou recordes, até históricos, já enfraqueceu, mas deixou sequelas.
 
* Houve registro de neve em várias cidades do Sul do Brasil. Os três Estados chegaram a registrar o fenômeno, que não ficou restrito só às regiões serranas. Até na Grande Curitiba e no oeste catarinense nevou. O ar polar chegou até o Centro-Oeste e ao sul da Amazônia, provocando friagem em Rondônia e no Acre.
 
* No Estado de SP houve recordes históricos, tanto na capital quanto no interior. Depois que a umidade diminuiu a neve foi embora, a geada tomou conta do Sul, de Mato Grosso do Sul e do interior paulista.
 
* A chuva caiu com volumes significativos praticamente nas mesmas áreas das últimas semanas: o mapa abaixo mostra acumulados em torno de 50 milímetros entre o nordeste de SC e no sul do RJ, do nordeste da BA até o leste da PB, e em várias áreas da região Norte.

Figura 4: Chuva acumulada no período entre 22 e 28 de julho

Chuva Acumulada nos últimos 7 dias

Tags:
Fonte: Climatempo

0 comentário