Previsão do Tempo: Semana começa com chuvas em boa parte da centro-norte do Brasil

Publicado em 05/12/2016 13:59
303 exibições

* A segunda-feira (05) começou com muita nebulosidade e com registros de chuvas em diversas localidades do Mato Grosso, Goiás, Rondônia e Tocantins. E ao longo do dia novas pancadas de chuvas deverão ocorrer, uma vez que o corredor de umidade ainda se manterá sobre a faixa centro-norte do Brasil. O grande problema é que essas chuvas que vem ocorrendo estão somente na forma de pancadas isoladas, ainda existem áreas onde os volumes acumulados de chuvas estão muito baixos e com isso, já há relatos de perdas pontuais em algumas propriedades do Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e também do Matopiba. Lógico, que o retorno das chuvas nesses últimos dias, principalmente no Matopiba, está beneficiando muito o retorno do plantio e, sobretudo, o desenvolvimento das plantas. Mas o fato  de que as chuvas ainda não são aquelas que “lavam” todo o Estado ainda preocupa muito.

* E esse deverá ser o padrão ao longo de toda essa semana em todas as localidades das regiões Centro-oeste, Sudeste e do Matopiba e Pará. A presença de áreas de instabilidade manterão o tempo bastante instável e com possibilidades para ocorrências de pancadas de chuvas, horas mais intensas, horas menos. Mas as chuvas continuarão a ocorrer, beneficiando o desenvolvimento das lavouras, bem como a realização dos tratos culturais. Desse modo, a tendência para esses próximos 10 dias é que não venham ocorrer anomalias que possam causar perdas generalizadas, apenas observará relatos de alguns produtores de perdas bastante pontuais.

* Fato esse que deverá ser bem diferente em toda a região Sul do Brasil, pois a semana será marcada mais uma vez pela tempo firme e sem previsões para chuvas generalizadas, principalmente no Rio Grande do Sul. Contudo, a partir dessa quarta-feira, um novo sistema de baixa pressão deverá avançar pela região Sul do Brasil, onde irá provocar chuvas em diversas localidades do Paraná e do sul do Mato Grosso do Sul. Porém, como vem ocorrendo, as chuvas continuarão sendo apenas na forma de pancadas irregulares, já que todo o corredor de umidade estará sobre a região norte do País. Desse modo, algumas microrregiões ainda continuarão apresentando baixos níveis de umidade no solo, desfavorecendo o desenvolvimento das lavouras e consequentemente elevando as quebras de produtividade, que em algumas propriedades já é bastante significativa.

* E esse deverá ser o padrão meteorológico ao longo de todo o mês de dezembro, ou seja, as chuvas até irão ocorrer em toda a região sul, incluindo o sul do MS, mas serão sempre na forma de pancadas irregulares e muitas vezes de baixa intensidade, somente em janeiro é que há a possibilidade de que essas voltem a ser mais generalizadas. O grande problema ficará no RS, onde as chuvas irão ser ainda mais irregulares. O que poderá elevar ainda mais as perdas no milho e na soja, bem como as culturas perenes.

Figura 2

Figura 3

Análise das condições do tempo na última semana: Voltou a chover no Sul do Brasil

 * Devido a passagem de um sistema de baixa sobre a Região Sul do País nesses últimos dias, muitas áreas que vinham sofrendo com os baixos níveis de umidade do solo, foram beneficiadas e, com isso, muitas lavouras que estavam sob forte estresse hídrico foram favorecidas, recuperando as perdas e voltando a se desenvolverem satisfatoriamente. Porém, não foram todas as localidades que registraram bons volumes de chuvas e com isso, ainda há locais da região Sul e também do sul do Mato Grosso do Sul, que ainda estão com baixos índices de umidade do solo e, portanto, apresentando condições desfavoráveis ao desenvolvimento das lavouras. O que poderá resultar em perdas ainda mais significativas.

* No Sudeste e Centro-oeste, as chuvas continuaram a ocorrer, beneficiando todas as lavouras da região. Entretanto, como essas chuvas ainda estão irregulares, uma ou outra região ainda não receberam bons volumes de chuvas e com isso, há registros de algumas quebras de produtividade, só que muito pontuais.

* Houve registros de chuvas também no Matopiba nesse último final de semana. Após um período de 10 dias sem registros de chuvas na região, as chuvas retornaram , elevando os níveis de umidade do solo, garantindo boas condições ao desenvolvimento das lavouras e, sobretudo ao termino do plantio, que devido ao tempo seco encontrava-se suspenso.   

Figura 1

Tags:
Fonte: Climatempo

0 comentário