DA REDAÇÃO: Frente fria provoca mais chuvas no sul do pís; até próximo dia 10 acumulados podem chegar a 200 mm

Publicado em 05/09/2011 16:42 e atualizado em 05/09/2011 18:22 395 exibições
Semana inicia com o avanço de uma nova frente fria no sul do país. Nebulosidade volta a cobrir toda a região e os maiores acumulados de chuva estão concentrados no estado gaúcho. Até o próximo dia 10, os volumes mais significativos devem ficar ao norte e nordeste do RS, SC e centro-sul e oeste do Paraná.
Uma intensa frente fria está avançando pelo Rio Grande do Sul e já provoca mudanças no clima. A nebulosidade volta a cobrir toda a região e os maiores volumes de chuva estão concentrados no estado gaúcho. Além da chuva, também ocorrem rajadas de vento que já atingiram os 100 quilômetros por hora em áreas entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

De acordo com Aline Tochio, da ClimaTempo, a previsão é de que até o próximo dia 10, as chuvas atinjam de forma mais significativa o norte e nordeste do Rio grande do Sul, todo o estado de Santa Catarina e centro-sul e oeste do Paraná. Nestas áreas, os acumulados de chuva podem atingir até 150 a 200 milímetros.  "Esta frente fria vai ficar atuando na região  até a próxima sexta-feira,09, e ao longo do fim de semana vai se afastando da região", comenta

A frente fria deve vir acompanhada de uma nova massa de ar seco de origem polar, porém de intensidade mais baixa. Portanto, não há risco para novas geadas nos próximos dias em nenhuma região do sul.

Em São Paulo, Mato Grosso do Sul e sul de Mato Grosso também podem ocorrer chuvas com o avanço da frente fria. "Mas, chuva boa para a agricultura  só mesmo no extremo sul de Mato Grosso do Sul onde os volumes acumulados ficam entre 30 e 50 milímetros", diz.

Na próxima semana, uma nova frente fria avança pelo sudeste, porém não deve provocar chuvas intensas na região sul. Entre os dias 11 e 15 de setembro, a região cetro-leste de São Paulo, na Zona da Mata mineira deve acumular volumes de chuvas. Essas chuvas devem trazer um pouco mais de alívio para os agricultores dessas regiões, com acumulados acumulando entre 30 a 50 mm.

Já para a região Centro-Oeste, noroeste de Minas Gerais, interior do nordeste, o Estado do Tocantins seguem com tempo seco sem expectativa de mudanças climáticas para os próximos 15 dias.   

Tags:
Por:
Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário