Fala Produtor

  • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP 27/08/2020 23:57

    Se o governo ceder na taxa de importação (TEC) esse ano, tambem tera que ceder nos proximos, e tera que abrir o leque de isençoes para insumos, etc... Ou seja, isençoes acostumam mal..., é melhor o governo nao se meter nisso, deixe que o mercado se ajusta sozinho. E se fizer as tais isencoes, vai desagradara quem é a favor do livre mercado, e serei o primeiro a criticar essa possivel decisao inocua em todos os sentidos, servindo só para minar o relacionamento produtores/Bolsonaro.

    A industria precisa se antecipar, como fazem os chineses, e ter estoques, mudar o conceito atual.

    0
  • Marcos Trajano 27/08/2020 23:00

    Pessoal, não sou produtor rural, mas estou usando este valioso espaço para entrar em contato com Sílvio Marcos Altrão Nissizaki, grande pessoa que tive o prazer de conhecer um dia na vida de estudante. Conheci o Sílvio em Viçosa MG quando fazia mestrado com ele na Microbiologia Agrícola. Conto com a colaboração e a boa vontade pois quero entrar em contato com esse grande amigo.

    2
    • Geraldo Emanuel Prizon Coromandel - MG

      Sr. Marcos, conheço o Sr.Silvio Altrão Nissizaki. É agricultor/cafeicultor aqui no município de Coromandel-MG.- Segue o contato, não sei se atualizado: 34-99982-9265

      1
  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA 27/08/2020 19:32

    Sobre a entrevista de André Nassar, da Abiove, e da afirmação de que não faltará soja no Brasil nesta temporada, digo que basta ir ao site da associacão para verificar que as estatísticas deles furaram em no minimo 11 milhoes de Ton. Explico: Segundo a AG Agribussines, já saíram do pais 80 milhões de Ton e estão chegando mais 85 navios/panamás para levar mais cinco..., como na planilha da Abiove era previsto exportações de 74 milhões Ton, sobrariam somente 3.800 t no estoque..., logo, é possivel afirmar que vão faltar 7 milhoes de Ton para que os seus associados cumpram o plano de moer de 43 milhões de t. Então é correta a preocupação do setor de carnes, e deve ser incorreta a afirmação que produtores ainda tenham 10% da safra 2019 nas mãos.

    1
  • Vladimir zacharias Indaiatuba - SP 27/08/2020 18:59

    MOURÃO PÔS O GALO PRA COZINHAR -- Dentro da sua sabedoria e conhecimento de grande estrategista militar que é, o nosso Vice Presidente planta sementes para a reflexão... Será que o Mercosul, onde somos sócios compulsórios da Argentina de Fernandes e Cristina, é o melhor fórum para defender os interesses de longo prazo do Brasil? Será confiável abrir nossa economia para uma Europa decadente, onde a opinião de uma "pirralha" é pretexto para blefes e ameaças? ... Como foi dito, esse acordo está sendo costurado há mais de vinte anos. Será que as verdades de vinte anos atrás permanecem válidas?

    Há vinte anos atrás éramos uma economia fechada e atrasada que mendigava desesperadamente por moedas fortes.

    Há vinte anos atrás não havia a China potência, e as florescentes economias do sudeste asiático ávidas pelas commodities agrícolas e minerais, das quais nos tornamos campeões de produção e produtividade.

    Há vinte anos seria chamado de louco quem dissesse que seriamos detentores do poder de interferir na guerra econômica entre as duas grandes e únicas potências mundiais e que os alimentos se tornariam uma arma mais poderosa que o petróleo (que por sinal agora também temos)...

    Essa pandemia deixou claro um fato inexorável: "O multilateralismo está enterrado". O Brexit foi só um aperitivo do que está por vir.

    Os acordos pontuais e bilaterais entre governos ou empreendedores particulares prosperarão rapidamente.

    Um eventual acordo com o Reino Unido é possível e poderá ser interessante para ambas as partes.

    Será muita ingenuidade acreditar que irá evoluir satisfatoriamente um acordo que mistura interesses econômicos e políticos de França, Alemanha, Holanda, Portugal, Itália, Polônia, Hungria..........

    Assim os brasileiros terão de pensar mil vezes antes de se aprofundar nesse tipo de acordo com uma região que com seus ares prepotentes se arvora superior. mas que de tempos em tempos só resolve suas divergências com guerras.

    "A lebre está levantada!"

    2
    • Gilberto Rossetto Brianorte - MT

      Parabens Sr. Vladimir ... é isto mesmo. Chega de submissão e extorsão. Os europeus não aceitam uma pequena sugestão no seu território, mas querem mandar no Brasil. Prá mim mandava colocar nos aeroportos e portos uma placa: "O Brasil é um pais soberano e não está a venda".

      1
    • carlo meloni sao paulo - SP

      Isso mesmo, 100%, Vladimir.

      1
  • Jarel Areomar 27/08/2020 14:41

    Nao é possivel que a FPA não se manifeste!!!. Esta é a hora de fazer pressão, nao pode aprovar nada que o governo quiser passar esse ano. Isto é uma TRAICAO aos produtores rurais, que foram os grandes apoiadores deste governo desde o seu inicio. A nota da ABPA nao merece nem comentário, eles acham que o produtor de gado e é a favor disso? Ridículo.

    2
    • Gilberto Rossetto Brianorte - MT

      Enquanto isso a Europa coloca todo tipo de barreiras, até ambientais, para comprar nossos produtos e nós, sem ninguém pedir, abrimos as pernas.

      1
  • Júlio Pedro Bertagnolli Borella Passo fundo - RS 27/08/2020 13:36

    Quando as esmagadoras e as traders lucram bilhões em cima do produtor, ninguém fala nada. Mas agora que chegou a hora do produtor, finalmente, ter um pouco de lucro, fazem esse berrero, como um lote de bezerros desmamados... Baita sacanagem... não só com o produtor de soja, mas com o arrozeiro, com o produtor de trigo, etc. Aqui no RS quase ninguém tem mais soja disponível pra venda devido à estiagem.

    2
    • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP

      O governo federal nao deve se meter no varejo quando o mercado é desfavoravel ao grande consumidor, pois quando a situacao é inversa ninguem do governo se mete...

      3
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC 27/08/2020 12:24

    Parece que agora ninguém mais lembra que a Tereza Cristina garantiu que não haveria desabastecimento.... Bem, talvez os produtos não faltem nas prateleiras dos supermercados, pois o preço é algo que pode ser usado como um instrumento de controle do consumo.. A primeira coisa que pensei - quando vi o anúncio da derrubada das tarifas de importação de grãos - foi... a queda pretendida pelo burocrata só vai acontecer se o milho argentino ou paraguaio chegar no granjeiro brasileiro por um preço abaixo do corrente no mercado brasileiro. Coisa banal, até uma criança sabe disso, mas hoje depois de um amigo mandar um audio onde falavam que o milho argentino e paraguaio chega no ponto de consumo brasileiro por no minimo 71 reais, percebi que até uma criança sabe que o preço de importação deve ser menor que o do mercado doméstico, mas que os integrantes do ministério da agricultura parecem não saber... Isso é tão absurdo que chega a ser ridiculo, e essas nulidades continuam nos seus cargos, continuam recebendo o suado dinheiro dos impostos pagos pelos trabalhadores e empresários brasileiros... para que? Para nada... Paulo Guedes, esse herói brasileiro, sabe que é preciso diminuir o tamanho do estado, é preciso adequar o estado ao dinheiro arrecadado, é preciso diminuir os impostos... mas a Câmara dos deputados, o Senado e o STF não... acreditam que o dinheiro dos trabalhadores e empresários está guardado em um saco sem fundo, onde eles podem colocar a mão e retirar dali o que quiserem e quando quiserem.

    10
  • Adalberto José Munhoz Campo Mourão - PR 27/08/2020 06:28

    Já que estão falando em zerar alíquotas, a palavra do Sr. Guilherme Lamb está correta que desonerem as alíquotas de todos os insumos da cadeia produtiva da semente adubo até os maquinários utilizados na agropecuária.

    2
  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR 27/08/2020 04:39

    Só reforçando o comentário...

    Segue o link ... http://rota2014.blogspot.com/2020/08/barroso-diz-que-bolsonaro-defende.html

    Onde o destaque do blog é: ... Barroso diz que Bolsonaro defende a ditadura. E Fiuza afirma que o ministro do STF, plantado na "corte" pelo covil do Lula, "é um palhaço, um mentiroso".

    Vale a pena assistir ... São 15 minutos ...

    5
  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR 27/08/2020 04:12

    Ultimamente estou me tornando um assíduo espectador do programa "OS PINGOS NOS IS" que vai ao ar todo dia às 18:00 hrs no YOUTUBE. Inclusive hoje tem a LIVE do presidente a partir das 19:00 hrs ao vivo.

    Todos os assuntos relevantes do país são tratados ali. As pessoas que fazem os comentários têm uma visão conservadora e, primam pela condição do "ESTADO DE DIREITO".

    Posso ser julgado como um influenciador barato mas, como vejo discussões acaloradas, penso, que com mais essa fonte de informação, as arestas passem a ter ângulos obtusos, de preferência próximo ao limite máximo (180º).

    Estamos a bordo de um Titanic e, os fatos que ocorrem a bordo não vai mudar o rumo desse "grande navio" de uma hora para outra. Existe sim, a coragem para enfrentar essa "triste realidade" com ações e pensamentos positivos para que as Instituições cumpram as suas funções dentro da normalidade, no chamado "Estado Democrático de Direito".

    Desculpe-me Sr. JOÃO BATISTA em citar outro site mas, acho que é mais uma fonte onde os leitores do FALA PRODUTOR podem saciar sua sede, obtendo informações coerentes com a realidade.

    Bem, já dei o meu pitaco !!!

    7
  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA 26/08/2020 19:38

    E a Abiove ? Não sabia que estavam exportando mais do que deviam? como ficam agora seus clientes internos?

    1
    • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP

      Esmagadores de soja brasileiros sao amadores, dormiram no ponto, e agora ficam com mi, mi, mi. Tá caro a soja? Entao espere Chicago subir, e o que irao fazer fechar as fabricas?

      O choro é livre, que importem dos EUA, quem sabe agora darao mais valor ao produtor Brasileiro. Será?

      1
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Ouvi numa entrevista que a China teve uma epidemia de gripe suína em seu rebanho e tiveram que sacrificar coisa de 30 MM de cabeças.

      Em seguida veio esse vírus que provocou uma hecatombe mundial. Agora eles estão tentando recompor o seu rebanho suíno para estabilizar a oferta dessa proteína animal, muito apreciada pelos chineses.

      Para aumentar esse rebanho é necessário a produção de ração para esses animais e, o farelo de soja é a principal matéria prima do teor proteico dessa ração. Então essa fome dos chineses pela commodity, deve ser essa a principal razão.

      Acho que uma pessoa que poderia esclarecer melhor seria, nosso sempre mestre LIONES SEVERO.

      Por favor, Sr. LIONES...

      2
    • Virgilio Andrade Moreira Guaira - PR

      Paraguai está exportando uma boa tonelagem ao Brasil. Hudrovia do Rio Paraguay está tambem abaixo do nivel histórico. Bons negocios com valor agregado na fronteira.

      1
    • Liones Severo Porto Alegre - RS

      Sr Rensi, na questão do comércio com a China, fundamentalmente o senhor já colocou o principal fator -- a recomposição do rebanho suíno, que está consumindo 36,8% de ração acima do ano passado... O banimento dos mercados de aves vivas e exóticas acrescentou muito consumo de outras proteínas-animais. O preço do milho no mercado chinês é 2 ½ superior aos preços negociados nos mercados ocidentais, o que fez aumentar o percentual de farelo de soja nas rações. Escapa a percepção sobre a elasticidade do consumo de alimentos na China, que a todo o ano acrescenta um ingresso - volumoso - de novos consumidores de proteínas animais. abraços

      2
  • nelson jose camolesi bauru - SP 26/08/2020 19:22

    Está dando nos nervos ouvir falar tanto de aumento no boi gordo.Não estou vendo o boi gordo acompanhar os aumentos de insumos e do boi magro. Aqui na minha região (SP) a diária de boitel esta por volta de R$ 15,00 para o boi de [email protected] boi magro neste peso não sai por menos de R$ 3.700,00. Portanto, 80 dias de boitel com ganho real de 1,5 kg dia (meta preconizada porem raramente conseguida), teriamos 120 kg de ganho, totalizando 570 kg de peso vivo.Com 55% de rendimento teriamos 20,[email protected] a 227,85 (cepea de hoje), daria um total de R$ 4.762,06.Custos = R$3.700,00 + R$ 1.200.00 = R$ 4.900,00 ou seja R$ 137,94 de prejuizo. Para quem faz o confinamento na própria fazenda ( meu caso) o resultado pode ser pior ainda pois via de regra, não tem economia de escala.Vendi bois neste preço a quase um ano atrás.O boi só disparou de preço para aqueles analistas de mercado que não entendem nada do que estão falando.Se não houver o aumento de preço da arroba que a mídia está dizendo que já houve, a maioria dos confinadores terão prejuízo.

    1
  • Adalberto José Munhoz Campo Mourão - PR 26/08/2020 19:15

    Com relação à notícia de importação de grãos, quando e como afetará o mercado no Brasil? por gentileza Sr. Liones Severo dê sua palavra que, como sempre, é baseada em fundamentos. Obrigado, abraço.

    1
    • Liones Severo Porto Alegre - RS

      Adalberto, é como se diz ... a teoria, na prática, é outra. Não tem de onde importar, a não ser o pouco que ainda resta no Paraguai. Os EUA estão com sua logística de expedição esgotada com os embarques para a China e resto do mundo. A Argentina dedica sua produção para o processamento, altamente compromissado com a exportação de farelo, óleo e biodiesel. O Brasil não tem facilidades portuárias para descarga de granéis, a linhas de recepção já são ocupadas pela importação de trigo. A maioria das industrias processadores estão localizadas distantes dos portos, o que demanda um alto custo de logística na internação do produto. Enfim, fica o dito pelo não dito. abraços

      1
  • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP 26/08/2020 18:31

    Alem do Milho e Soja caros, logo virá o trigo mais caro, devido a geada no sul do Brasil, e preços internacionais e dolar valorizados!!!!

    0
  • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP 26/08/2020 18:27

    Sonhar, nao paga nada, e de sonhos tambem se vive. Os consumidores de soja brasileiros sao passivos e mal acostumados, talvez devessem aprender a armazenar soja com is chineses para terem um colchao de estoque, mas não só na espreita querendo comprar barato do produtor endividado, pous bem feito, tetao que pagar muito caro a soja daqui pra frente, inclusive na proxima safra!!!

    0