Ferrovias investem R$ 3 bi e transportam 12,7% mais em 2011, diz CNT

Publicado em 22/12/2011 07:03 201 exibições
As concessionárias de ferrovias no Brasil deverão investir um total de 3 bilhões de reais em 2011, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). O montante é praticamente equivalente aos 2,9 bilhões de reais investidos em 2010.

A movimentação total de carga teve crescimento de 12,7 por cento entre 2010 e este ano, passando de 470 milhões de toneladas úteis (TU) para 530 milhões de TU, estima o levantamento.

A CNT fez 132 entrevistas junto aos clientes mais significativos das ferrovias e apurou que os principais produtos transportados pelas ferrovias são minérios, soja, açúcar e milho. O levantamento mostrou que 60 por cento dos clientes usam o modal há menos de 20 anos. "É uma modalidade de transporte que ressurgiu a partir do processo de concessão" disse o diretor-executivo da CNT, Bruno Batista.

Segundo essa pesquisa, 65,9 por cento dos clientes usam terminais próprios e 74,2 por cento não possui vagões próprios. Além disso, 76,7 por cento não gostaria de ter vagões próprios.

Por outro lado, 94,4 por cento das empresas que contratam as concessionárias têm interesse em investir em obras ferroviárias, como ramais particulares ou terminais.

"É natural construir ramais com a linha principal. A indústria petroquímica faz isso, o setor de papel e celulose, o agronegócio. É muito natural que o investimento seja dentro da área de domínio, deixando o material rodante para o operador", disse o presidente-executivo da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), Rodrigo Vilaça.

Segundo a CNT, a metade dos clientes entrevistados disse que usa as ferrovias para transportar mais de 46 por cento da produção.

O principal entrave apontado pelos entrevistados para usar as ferrovias é o custo do frete, citado por 39,4 por cento dos clientes. A falta de vagões especializados foi mencionada por 33,3 por cento deles e a confiabilidade dos prazos por outros 31,1 por cento.

Tags:
Fonte:
AI Aprosoja

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário