Projeto Trigo é apresentado a representantes da Fiep (PR)

Publicado em 22/02/2012 05:26 561 exibições


O presidente interino da Fundetec, Delso Trentin, participou, na sexta-feira (10), de reunião na FAG. Na oportunidade foram apresentados à Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná) detalhes do Projeto Trigo, que está completando dez anos. O encontro reuniu, ainda, o presidente da FAG, Assis Gurgacz; o diretor geral da FAG, Sérgio de Angelis; o responsável pelo Projeto Trigo, professor Dermânio Tadeu Ferreira; o presidente da Fiep, Edson Campagnolo; o presidente do Sindicato de Panificação de Cascavel, Luiz Kleinibing, e outros diretores da Fiep.

O Projeto Trigo visa ao fortalecimento de Cascavel como polo na moagem de trigo. De acordo com Delso Trentin, no que se refere à viabilização da obra do Moinho Escola, a Fundetec é parceira desde o início, tendo em vista que o projeto começou na Fundação juntamente com a participação dos moinhos de trigo e profissionais do setor de moagem, panificação e massas.

“Esse trabalho conjunto já foi reconhecido, inclusive, pelo governo federal, por meio do repasse de recursos que viabilizam as obras, incentivando o desenvolvimento desta inovadora pesquisa”, destacou Trentin. De acordo com ele, “um projeto dessa envergadura só é possível quando o poder público e a iniciativa privada têm interesses comuns, pensando e projetando ações para o desenvolvimento não só do município, mas também da região oeste”.

Durante o encontro Assis Gurgacz apontou a contribuição dos estudos. “Nesta primeira década, focamos os trabalhos nas pesquisas e passamos para a prática com o objetivo de que seja plantado mais trigo na região e se diminua, assim, a necessidade de importação”.

De acordo com o presidente da Fiep, não existe no Brasil um projeto que se dedique a essas especificidades. “Nós parabenizamos a Fundetec e a FAG pela iniciativa e pela percepção das potencialidades da região, pois temos muita matéria-prima e, a partir de projetos como esse, podemos agregar valor a tudo isso”, destacou Edson Campagnolo.

Centro Vocacional


O Centro Vocacional Tecnológico da Cadeia do Trigo será sediado no Moinho Escola, que está sendo construído no campus da FAG e servirá de base para o desenvolvimento do Projeto Trigo.

Para aperfeiçoar o conhecimento e trazer novas tecnologias à região o responsável pelos trabalhos, professor Dermânio Tadeu Ferreira, passou algumas semanas em viagens à França, Alemanha, Suíça e Espanha, onde conheceu experiências que renderam parcerias. Por meio desses acordos, a FAG sediará em parceria com a Fundetec, ainda em 2012, o 1º Curso Internacional de Moagem de Trigo para a América do Sul, com profissionais desses países. “A realização desse curso deve servir como um marco importante para o setor de moagem no Brasil, já que é a primeira vez no mundo que se realiza algo parecido”, conta Dermânio.

Além da organização do curso, a FAG segue com articulações com o Senai para a sequência dos cursos de Moagem de Trigo, que já é realizado há nove anos; o de Panificação, que tem seis anos, e o curso superior em Tecnologia de Alimentos, que é realizado há dois anos e já teve o reconhecimento do MEC.

Para 2013, já está acertado um programa de intercâmbio que levará acadêmicos da FAG à Alemanha e à França para conhecerem as tecnologias europeias no ramo e trará estudantes de lá para compartilharem o conhecimento com os brasileiros, no desenvolvimento do Projeto Trigo.

Fonte: Secom

Tags:
Fonte:
Secom/Fiep (PR)

0 comentário