Renda agrícola de Minas tem aumento estimado de 10,2%

Publicado em 17/05/2012 08:03 e atualizado em 17/05/2012 08:43 296 exibições
O Valor Bruto da Produção Agrícola (VBP) em Minas Gerais, estimado para 2012, será de R$ 24,6 bilhões, cifra 10,2% superior à registrada no ano passado. De acordo com a nova estimativa, o valor previsto para o Brasil será de R$ 211,2 bilhões, equivalentes a uma retração de 2,3%.

O VBP se refere à renda dentro da propriedade e considera as 21 principais culturas agrícolas do país. O estudo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) utilizou dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Segundo análise da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), os números mostram que Minas Gerais ocupa a terceira posição no VBP Agrícola nacional, atrás de São Paulo e Mato Grosso.

Em Minas Gerais, a banana ocupa o primeiro lugar em crescimento percentual do valor (83,8%) com estimativa de R$ 690 milhões. O segundo em crescimento é o algodão em caroço (24,2%) para a estimativa de R$ 244 milhões. No terceiro lugar está o feijão, com crescimento previsto de 17,7% para o valor de R$ 1,2 bilhão.

Evolução expressiva também está prevista para a cana-de-açúcar. O novo levantamento mostra crescimento de 9,5% no valor do produto, relativos à cifra de R$ 4,1 bilhões. E o milho mostra uma progressão de 8,7%, com o valor estimado de R$ 3 bilhões. Já a soja tem previsão de valor praticamente idêntico ao registrado em 2011, que foi de R$ 2,1 bilhões.

O café continua na condição de produto da agricultura mineira com renda mais alta, sendo a estimativa para 2012 da ordem de R$ 11,2 bilhões, embora esta cifra seja 1,5% inferior à do ano passado. Para Márcia Aparecida de Paiva Silva, assessora técnica da Superintendência de Política e Economia Agrícola da Seapa, essa retração pode ser atribuída às oscilações de preço do produto no mercado internacional, principalmente nos destinos mais afetados pela crise econômica.

VBP – Minas Gerais
Total: R$ 24,6 bi (+10,2%)
Cana-de-açúcar : R$ 4,1 bi (+ 9,5%)
Milho: R$ 3,0 bi (+8,7%)
Soja: R$ 2,1 bi (+0,2%)
feijão: R$ 1,2 bi (+17,7%)
banana: R$ 690 mi (+83,8%)
algodão: R$ 244 mi (+24,2%)
Tags:
Fonte:
Agência Minas

0 comentário