Governo planeja política de desenvolvimento para a região fumageira do RS

Publicado em 27/06/2012 08:06 414 exibições
Plano de desenvolvimento deve abranger os 300 municípios que produzem fumo no RS.
Um grupo técnico, formado por diversas Secretarias Estaduais, em um prazo de 15 a 20 dias, irá elaborar um termo de cooperação com as indústrias fumageiras para o desenvolvimento de um plano regional para os cerca de 300 municípios que produzem fumo, principalmente do Vale do Rio Pardo. A meta é diversificar culturas, agregando o cultivo de trigo e milho nas propriedades e com isso, uma maior rentabilidade aos produtores, mantendo seus filhos no campo e com maior qualidade de vida. 

A determinação foi dada pelo governador Tarso Genro, após reunião com grupo de executivos da empresa Souza Cruz, liderados pelo diretor de fumo da multinacional, Dilmar Paulo Frozza. O ato ocorreu no Palácio Piratini, na manhã dessa terça-feira (26). 

Para o Tarso Genro, "o Governo do Estado não é hostil à produção de fumo no território gaúcho, porque ela gera desenvolvimento social e econômico. O que queremos é um projeto ousado e revolucionário que acabe sendo referência mundial. Temos que firmar uma relação pactuada com os sindicatos que levem em conta as questões sociais e econômicas". 

Com este plano de desenvolvimento, ressalta Tarso, "é possível ampliar as experiências existentes e estimular os produtores a diversificarem o cultivo de outras culturas, garantindo com isso maior rentabilidade e qualidade de vida as famílias, o que manterá seus filhos no campo". Hoje as lavouras de fumo ocupam em torno de 15% a 20% das propriedades, havendo, na maioria, ociosidade no restante da terra. 

100 mil produtores 
Dilmar Frozza lembrou que existem mais de 100 mil produtores de fumo no Estado - número que chega a 500 mil pessoas se contabilizada toda a cadeia. Destes, 30 mil estão ligados à Souza Cruz, sendo que as propriedades têm, em média, 16,5 hectares. 

"O Tabaco representa 10% do volume total das exportações do Rio Grande. Se falarmos somente do agronegócio, este percentual é muito maior", disse o diretor de fumo da Souza Cruz, que saiu bastante otimista do encontro com o governador. "A reunião foi bastante produtiva, por haver uma percepção por parte do Governo quanto à importância do fumo. Agora vamos potencializar isso, trazendo mais benefícios para o Estado", garantiu Dilmar Frozza. 

"Orientados pelo governador, vamos fazer um grupo de trabalho reunindo as Secretarias afins, buscando a diversificação produtiva na área do fumo, e trazendo com isso, desenvolvimento regional", explicou o secretário adjunto da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Claudio Fioreze. Independente disso, lembrou, o Governo já está agindo na base produtiva, com programas de correção do solo e de irrigação. 

O grupo técnico será composto pelas pastas da Agricultura, Desenvolvimento Rural, Promoção do Desenvolvimento, Geral de Governo, Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, e também da assessoria do Governador, entre outras.
Tags:
Fonte:
Governo do Estado do RS

0 comentário