Programa ABC: crédito aplicado em Minas nesta safra soma R$ 95,5 milhões

Publicado em 27/11/2012 08:45 197 exibições
Repasses têm expansão de 67,2% sobre o acumulado julho/agosto.
Os agricultores mineiros aplicaram em suas propriedades, entre julho e setembro de 2012, a soma de R$ 95,5 milhões em ações incluídas no Programa de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC). De acordo com avaliação da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), o valor dos repasses nos três meses equivale a uma expansão de 67,2% em relação ao registrado no período de julho e agosto.

A Emater-MG, vinculada à Secretaria da Agricultura, elabora os projetos de financiamento exigidos pela instituição de crédito e dá assistência aos produtores do Estado na utilização dos recursos. O trabalho inclui a ajuda aos produtores para obtenção do crédito destinado à regularização ambiental, considerado indispensável para a plena habilitação ao Programa ABC.   
Os projetos de expansão e melhoria das pastagens foram os mais beneficiados pelo crédito do ABC repassado em Minas pelo Banco do Brasil. A soma, para esta finalidade, foi de R$ 23,9 milhões, ou 25% do total aplicado no Estado, informa Alceste Fernando Lima, assessor técnico da Seapa.

Ele acrescenta que, em segundo lugar, ficou a produção de florestas, com crédito de R$ 18,1 milhões. Em seguida estão as aplicações nos segmentos de correção intensiva de solo e cana-de-açúcar, R$ 11,7 milhões e R$ 11,6 milhões, respectivamente.

De acordo com Lima, a região do Triângulo Mineiro respondeu no trimestre por aplicações de R$ 22,9 milhões, ou 23,9% do total registrado. Em segundo e terceiro lugares ficaram o Noroeste e o Alto Paranaíba, com 21,2% e 11,1% do valor total repassado no Estado. O assessor acrescenta que nesta última região destaca-se a atuação das propriedades do município de João Pinheiro com a aplicação do crédito do ABC. O valor aplicado nos três meses iniciais da safra atual alcançou R$ 6,2 milhões.

Produção sustentável
Para o secretário de Agricultura, Elmiro Nascimento, os valores contratados no período inicial da safra 2012/2013 mostram o crescente interesse dos produtores em adotar as boas práticas recomendadas pelo Programa ABC, lançado em 2011.

“A adesão dos agricultores mineiros ao Programa ABC é de fundamental importância para o suporte às práticas que podem levar à produção sustentável conforme a agenda de compromissos assumidos pelos países que participaram da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 15). O objetivo é  evitar a emissão de 165 milhões de toneladas equivalentes de CO2 nos próximos dez anos, por meio de práticas agrícolas sustentáveis”, explicou.

Aplicações no ABC em MG – julho/setembro 2012

Total: R$ 95,5 milhões (+67,2%)
Triângulo: R$ 22,9 milhões, 23,9% do total
Segmentos mais beneficiados:
Melhoria de pastagens: R$ 23,9 milhões
Produção de florestas: R$ 18,1 milhões
Correção de solo: R$ R$ 11,7 milhões
Cana-de-açúcar:  R$ 11,6 milhões
Tags:
Fonte:
Agência Minas

0 comentário